Meditação de Carnaval

Não irei publicar hoje, quarta-feira de Carnaval, o estudo do livro Justiça Divina.
Apenas quarta que vem.
Mas me permitirei uma Meditação de Carnaval.

20070215Carnaval_passadoO “Carnis valles” (latim, prazeres da carne) tem origem na Grécia em 600 a.C., mas surge com intensidade a partir da implantação da Semana Santa no século XI, antecedendo os quarenta dias de jejum da Quaresma.

O primeiro dia da Quaresma é a Quarta-feira de Cinzas.

É assim um momento de contraste em relação as privações carnais do jejum da Quaresma, sendo a Terça-feira de Carnaval também conhecida como Mardi Gras (do francês, seria a Terça-Feira Gorda. Isto justifica, creio eu, o Rei Momo.).

CarnavalPensemos então:
– Se Natal é uma festa e nós a santificamos com paz e alegrias …
– Se Ano Novo é uma festa e nós a santificamos com paz e alegrias …
– Se Páscoa é uma festa e nós conseguimos santificá-la com paz e alegrias …
– Se aniversários são festas e nós as santificamos em nossas casas com paz e alegrias …

Crianças… o que nos vem faltando então para santificarmos com paz e alegrias a festa pela experiência na escola da carne?

Não é o Carnaval que traz sombra ou luz para nossos dias, mas sim o que fazemos dele em nossa mente e em nosso coração!

Bom Carnaval, com paz e alegrias, com toda luz que já somos capazes de fazer brilhar onde a gente estiver!

Anúncios

Sobre inacioqueiroz

Busco estudar a obra do Chico Xavier, porta-voz de grandes inteligências. Ao longo da leitura, me emociono e reavalio minhas certezas e dificuldades. Espero que esta seja uma pequena contribuição na grande obra do bem.
Esse post foi publicado em Generalidades e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Meditação de Carnaval

  1. gracinha Leão disse:

    Assim é tudo que fazemos em nossas vidas, tudo vem dos nossos pensamentos e das nossas atitudes. Concordo plenamente, não é Carnaval, somos nós que transformamos nossa luz em trevas.

    • inacioqueiroz disse:

      Obrigado por sua apreciação, Gracinha.
      É verdade, tudo depende da luz ou da treva que imprimimos.
      O mesmo veneno que pode ser o mal para a saúde de alguém, é o remédio para o benefício de outro.
      A mão que faz a dosagem e aplicação é quem determina a luz ou a treva que irá espalhar.
      Abração,
      Inacio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s