Recordação da Existência Corpórea: 5 Perguntas!

Livro dos Espíritos (LE) – PARTE SEGUNDA
Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos

Capítulo VI – Da Vida Espírita

Recordação da Existência Corpórea

308. O Espírito se recorda de todas as existências que precederam a que acaba de ter?

“Todo o seu passado se lhe desdobra à vista, quais a um viajor os trechos do caminho que percorreu. Mas, como já dissemos, não se recorda, de modo absoluto, de todos os seus atos. Lembra-se destes conformemente à influência que tiveram na criação do seu estado atual. Quanto às primeiras existências, as que se podem considerar a infância do Espírito, essas se perdem no vago e desaparecem na noite do esquecimento.”

309. Como considera o Espírito o corpo de que vem de separar-se?

“Como veste imprestável, que o embaraçava, sentindo-se feliz por estar livre dela.”

a) – Que sensação lhe causa o espetáculo do seu corpo em decomposição?

“Quase sempre se conserva indiferente a isso, como a uma coisa que em nada o interessa.”

310. Ao cabo de algum tempo, reconhecerá o Espírito os ossos ou outros objetos que lhe tenham pertencido?

“Algumas vezes, dependendo do ponto de vista mais ou menos elevado, donde considere as coisas terrenas.”

311. A veneração que se tenha pelos objetos materiais que pertenceram ao Espírito lhe dá prazer e atrai a sua atenção para esses objetos?

“É sempre grato ao Espírito que se lembrem dele, e os objetos que lhe pertenceram trazem-no à memória dos que ele no mundo deixou. Mas, o que o atrai é o pensamento destas pessoas e não aqueles objetos.”

dbl2_videira

Anúncios

Sobre inacioqueiroz

Busco estudar a obra do Chico Xavier, porta-voz de grandes inteligências. Ao longo da leitura, me emociono e reavalio minhas certezas e dificuldades. Espero que esta seja uma pequena contribuição na grande obra do bem.
Esse post foi publicado em Livro dos Espíritos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Recordação da Existência Corpórea: 5 Perguntas!

  1. Marilourdes Feijó disse:

    Entendo desta forma: Se o espírito verdadeiramente acordou para a vida eterna, não se interessará por nada que deixou não somente o corpo, como tudo que as mãos físicas puderam segurar, no despertar lá na vida espiritual, ele está preocupado no tempo que perdeu nesta ultima encarnação,e quer voltar para corrigir seus erros o quanto antes, e, assim vamos evoluindo a cada reencarnação, rumo aos mundos ditosos.

    • inacioqueiroz disse:

      Muito bem observado, Marilourdes.
      O Irmão X nos diz que uma das mais frequentes lamentações que ele ouve no plano espiritual é o chamado “tempo perdido”.
      A gente se ilude com prazeres carnais, com confortos, com clichês do que seja “sucesso”, com festas e esforços inúteis e transitórios, com preocupações tolas e perdemos muito tempo.
      Precisamos lembrar que caixão não tem gaveta e saber com clareza quais são os valores que não são transitórios e que irão nos equilibrar na evolução nas horas que passam agora e no além-túmulo.

      Abração e obrigado,
      Inacio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s