Palestra 2- Museu Militar Conde de Linhares

PALESTRA 2
DIA 20/Ago – MUSEU MILITAR

Divaldo2QUE MARAVILHA: assim que cheguei, encontrei a encantadora Anete Guimarães !!!!
Não resisti, fui declarar que sou fã dela e perguntar onde adquirir mais palestras.
Ela é muito simpática.
E o grupo Caminho da Esperança homenageou Divaldo Franco – Um Homem de Bem, com painéis de 2 metros fazendo breve retrospectiva poética da vida dele. Estava lindo !!!

Divaldo iniciou descrevendo o primeiro contato do jovem Adolf Hitler com a “lança do destino“, a lança usada pelo centurião romano Longinus para verificar o óbito de Jesus.

Hitler encantou-se obsessivamente pela lança que, segundo a tradição, quem a possuísse dominaria o mundo. E fez questão de tê-la assim que subiu ao poder, um dos tesouros mais bem guardados do Reich.

HitlerDivaldo acrescentou que a história dos dois, Hitler e a lança, guardam grande similaridade pelo rastro de sangue que ambos deixaram.

A lança esteve nas mãos de inúmeros generais, Clóvis entre eles, até chegar em um museu da Europa dominada.

Assim como a lança, Hitler envolveu-se em inúmeras guerras, notadamente no século 9, encarnado como Landulf II, quando já teria se adiantado em magia negra e reencontrado os companheiros Goebbels e Goering. Após seu desencarne, uma profecia dizia que quando estes 3 se reencontrassem na carne, o mundo tremeria. 1900 anos depois, a profecia realizou-se.

Hitler, em grandes transes mediúnicos conduzidos por legiões altamente trevosas, magnetizou multidões e deflagrou uma guerra que matou 51 milhões de pessoas.
Eis a mediunidade encaminhada para o mal.

WolfDivaldo citou ainda outro médium contemporâneo, odiado pelo ditador nazista. Wolf Messing, o paranormal russo que foi estudado por Freud e que esteve com grandes personalidades de seu tempo, como Einstein, Tagore, terminando por se tornar assessor de Stalin, ameaçado de prisão caso recusasse.

Stalin pediu-lhe uma prova de suas habilidades: roube o Banco de Moscou. Messing vai ao banco com uma mala e apresenta um papel em branco ao caixa. Magnetizado por Messing, o caixa vê um cheque válido de 100 mil rubros e paga o cheque. Conta a história que Messing retorna depois alegando ter um erro e pede ao caixa que reveja o cheque.
O caixa enfarta e quase morre ao ver o papel em branco.
E Messing devolve o dinheiro.

A mediunidade foi estudada por inúmeros cientistas: Richet, Lombroso, Crookes.
Diz Freud que se tivesse sido menos preconceituoso e lido a obra de Lombroso logo no início, muitas explicações teria obtido sem grandes esforços.

Mas é com Kardec, com o Livro dos Médiuns em 1861, que iremos ter a mais completa análise do fenômeno mediúnico. Muitas outras ciências surgiram depois na tentativa de dissociar mediunidade e religião: Metapsíquica, Parapsicologia, Psicobiofísica, Psicotrônica. Novos termos foram criados: estados psi-gama e psi-teta, corpo bioplasmático. Nada tão completo quanto O Livro dos Médiuns.

BezerraE tratando da mediunidade orientada para o bem, Divaldo lembra de Bezerra de Menezes. No plano espiritual, ao retornar para sua primeira comunicação nas dependências da FEB, apenas 30 horas após seu desencarne, Bezerra percebe ouvir suave melodia de uma multidão.

Pergunta a Celina, preposta de Maria: Do que se trata isso?
Celina abre uma janela e diz: Veja você !!

Uma multidão cantava.
– Quem são eles?” – pergunta Bezerra.
– As centenas de amparados pelo seu esforço sincero – diz Celina.
O esforço de um homem que se propôs, com sinceridade, ser um homem de bem.

Não preciso dizer que chorei muito !!!
(To chorando agora, relembrando … snif !!)
Pessoal, eu sinto, não dá para contar tudo!

(Pŕoxima palestra: hoje, Seminário na Casa de Espanha. U-hu !!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s