Bernardin

[O Céu e o Inferno – Espíritos Felizes]

(Bordéus, abril de 1862.)

Fome Irlandesa, 1845-1849, (1900). Autor desconhecido

Fome Irlandesa, 1845-1849, (1900). Autor desconhecido

Sou, de há muitos séculos, um Espírito esquecido. Aí na Terra vivi no opróbrio e na miséria, trabalhando incessantemente e dia por dia para dar à família escasso pão.

Amava, porém, o verdadeiro Senhor, e quando o que me oprimia na Terra sobrecarregava o fardo das minhas dores, dizia eu:

“Meu Deus, dai-me a força de suportar-lhe o peso sem queixumes.”

Expiava, meus amigos.
No entanto, ao sair da rude provação, o Senhor recebeu-me na sua santa paz e o meu mais caro voto foi reunir-vos a todos, irmãos e filhos, dizendo-vos:
“Por mais cara que a julgueis, a felicidade que vos espera há de sobrelevar o preço.”

Filho de numerosa família, jamais tive posição e servi a quem melhor podia auxiliar-me a suportar a existência. Nascido em época de servidão cruel, provei de todas as injustiças, fadigas e dissabores que os subalternos do Senhor haviam por bem impor-me.

Mulher ultrajada, filhas raptadas e repudiadas em seguida, tudo sem poder queixar-me. Meus filhos, esses, levavam-nos às guerras de pilhagens e de crimes, para os enforcarem depois por faltas não cometidas.

Ah! se o soubésseis, pobres amigos, o que padeci na minha longa existência…
Eu esperava, contudo, e o Senhor concedeu-ma — essa felicidade que não existe na Terra.
A todos vós, portanto, coragem, paciência e resignação. Tu, meu filho, guarda o que te dei e que é um ensinamento prático. Quem aconselha é sempre mais acatado quando pode dizer: — Suportei mais que vós, e suportei sem me queixar.

— P. Em que época vivestes?
— R. De 1400 a 1460.

— P. E tivestes depois uma outra existência?
— R. Vivi ainda entre vós como missionário… Sim como missionário da fé, porém da fé pura, verdadeira, provinda de Deus, e não manipulada pelos homens.

— P. E como Espírito, agora, tendes ainda ocupações?
— R. Acreditaríeis então que os Espíritos ficassem inativos? A inação, a inutilidade ser-nos-ia um suplício. A minha missão é guiar centros espíritas aos quais inspiro bons pensamentos, ao mesmo tempo que me esforço por neutralizar os sugeridos por maus Espíritos.

Bernardin.”

dbl2_videira