15-Não Desertar

* Referência: Capítulos do Livro Justiça Divina – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do livro O Céu e o Inferno (CI) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 15-Cada Existência)
Reunião pública de 10-3-61
CI – 1a Parte – Cap. V – Item 4.

15-TempoHá problemas que solicitam toda uma existência de renúncia constante, para que o fio do destino se alimpe e desembarace.
– orienta-nos Emmanuel.

Alguns deles nasceram assim.

Outros, como meu irmão, surtaram em algum momento do caminho.

Na fisionomia, há detalhes característicos de que algo não está normal, de que a vida é mais complicada para eles do que para todos nós.

15-DoenteE, de fato, algo não está normal.
Precisa de remédio todos os dias.
Precisa da constante observação médica.
Precisa de paciência decuplicada para ouvir e reouvir momentos traumáticos.
Precisa de carinho para caminhar entre idéias desconexas e tolices que lhes são caras.
Precisa de energia para os momentos de surto e de reações ameaçadoras. 
Precisa de coração forte para as horas de internação forçada.

Precisa de muito amor para entender as agressões gratuitas de um ente querido que vive o desmando mental.

Nas reuniões de pais e médicos, é comum os casais que se separam, as mães esgotadas que suportam o fardo sozinhas e os familiares que são agredidos.15-Familiar

Quantos heróis anônimos !!!
Quantos anjos tutelares disfarçados de mães, pais, médicos e enfermeiros !!!

À vista disso, não desertes da prova que te segrega, temporariamente, na grande tribulação.”  – solicita-nos Emmanuel.

Podemos, neste momento, estar vivendo um lar sacrificado, uma família difícil, a solidão da viuvez, o peso de uma obrigação que recaiu sobre nosso ombro, uma doença que não nos dá trégua, um compromisso que não desejávamos …

15-AnjoMas é o peso da provação que fortalece as asas daquele que anseia por vôos superiores.

Resgata, pois, sem revolta, o próprio caminho.” – exorta-nos Emmanuel.

Em geral, não sabemos o porquê de sermos nós os escolhidos para atravessar esta prova.
É fato, porém, que a prova está em nossas mãos.

Sendo assim, confia!
Confia nos muitos corações que o Senhor da Vinha espalhou pelo caminho.
Amigos, médicos, cônjuges, parentes, mãos prontas para amparar e sustentar quem se propôs a atravessar dignamente a provação.

Confia na Providência Divina, que nunca nos desampara!

15-JesusChristLove072Em cada existência, desanuviamos nossa consciência daquilo que é passado, encaramos a irmã dor com renovada confiança e dignidade, conquistamos novo passo adiante, rumo ao luminoso futuro que nos aguarda.

Misericórdia na Justiça Divina, consolações inefáveis, braços amigos, diretrizes renovadoras e auxílio constante não te faltam, em tempo algum; contudo, está em ti mesmo aceitar, adiar, reduzir, facilitar ou agravar o preço da tua libertação.” (Emmanuel)

==&==

Leitura da Questão: O Céu e o Inferno (CI)
Primeira Parte – Doutrina
CAPÍTULO V – O PURGATÓRIO

Item 4. Em cada existência, uma ocasião se depara à alma para dar um passo avante; de sua vontade depende a maior ou menor extensão desse passo: franquear muitos degraus ou ficar no mesmo ponto. Neste último caso, e porque cedo ou tarde se impõe sempre o pagamento de suas dívidas, terá de recomeçar nova existência em condições ainda mais penosas, porque a uma nódoa não apagada ajunta outra nódoa.

É, pois, nas sucessivas encarnações que a alma se despoja das suas imperfeições, que se purga, em uma palavra, até que esteja bastante pura para deixar os mundos de expiação como a Terra, onde os homens expiam o passado e o presente, em proveito do futuro. Contrariamente, porém, à idéia que deles se faz, depende de cada um prolongar ou abreviar a sua permanência, segundo o grau de adiantamento e pureza atingido pelo próprio esforço sobre si mesmo. O livramento se dá, não por conclusão de tempo nem por alheios méritos, mas pelo próprio mérito de cada um, consoante estas palavras do Cristo: — A cada um, segundo as suas obras, palavras que resumem integralmente a justiça de Deus.

*** Curiosidades ***

-Esta meditação me tocou profundamente, porque tenho dois irmãos com problemas mentais, um já falecido. Meus pais sempre lutaram com grande devotamento pelo bem deles e presenciei muitos momentos de lágrimas e muitos momentos de singelas alegrias. Que esta seja minha pequena e humilde homenagem para aqueles que perseveram perante dores dantescas, assim como eles, meus pais, vêm me ensinando a fazer ao longo de toda uma vida. Deus os abençoe!

-Ao contrário do que os folhetins apregoam, o mundo de hoje é muito mais amoroso e humano do que nos séculos passados. Se no século 19 os salões de festas tinham mais glamour, as gentilezas pareciam fazer parte do tratamento usual entre as pessoas e as paixões pareciam mais platônicas, ninguém fala do drama vivido nos lares, nos hospícios, nas fábricas, etc. Casamento não precisava ter amor, visto que apenas reunia as fortunas de famílias. O Sr. Marido era dono da vida e da morte da esposa e espancamentos eram triviais. O doente mental não era tratado, mas sim enjaulado e escondido para não envergonhar a família. Mulheres e crianças trabalhavam 16, 18, 20h por dia em fábricas, sem qualquer direito caso adoecesse. Hoje, com mais direito e mais amor, o mundo está muito melhor!

-Por lógica, a maior dor sempre será a nossa porque é a dor que dói em nossa carne. Logo, quando um espírito toma contato com outras dores e percebe, em algum momento, que sua dor não é tão grande quanto aquela, ele conseguiu dar um passo em sua conscientização evolutiva, fugindo ao egoísmo inicial onde todos nós iniciamos. Tornou-se mais preparado para ver a dor do próximo com a real misericórdia. Nesse momento, compreendemos com clareza o quanto os trabalhos de caridade e o quanto nossa participação nos grupos dedicados ao bem são de suma importância para nossa escalada evolutiva. Unidos, somos mais fortes e melhores.

2 respostas para 15-Não Desertar

  1. Clair Maria Pomorski da Rocha disse:

    Cuido de um irmão com vários problemas de saúde, inclusive retardo mental causado por convulções, praticamente sozinha.É impressionante o número de pessoas que me dizem para coloca-lo numa casa de repouso. Jamais faria isso, apesar do cansaço, da preocupação diária, do stress que uma situação dessas causa. A ajuda vem de pessoas estranhas, não da família.Agora, o apoio que preciso está vindo de meus amigos virtuais, a quem agradeço imensamente. Meus livros da Doutrina Espírita estavam guardados. De minhas leituras, pouco me lembro. Mas agora, por causa desses amigos virtuais, vou retomar o estudo, mesmo que em casa… Preciso entender o que se passa, me situar nessa jornada, a fim de que eu consiga verdadeiramente fazer uma reforma íntima. Não será nada fácil, mas…”Unidos, seremos mais fortes e melhores”. Hoje emprestei um livro do CE, que me foi indicado por Fábio, no chat de ontem a noite, Ação e Reação pelo espírito André Luiz. Agradeço de coração!!!! Que Deus abençoe a todos!!!!!

    • inacioqueiroz disse:

      Muito legal seu depoimento, Clair.
      A vivência sempre fala mais alto.

      Realmente, a força dos amigos, daqueles que passam por dificuldade similar, é essencial.
      Frequentar 1 grupo que te apoie, estar presente nas reuniões de pais e amigos promovidas pelos médicos, são atitudes importantes.
      Toda vez que vivemos muito perto da doença de alguém, nós absorvemos uma parte da dificuldade da pessoa.
      A anomalia da vida dela gera uma contínua anomalia, pequena ou não, em nossas vidas.
      Essa parte precisa ser tratada em nós.
      E as reuniões com pessoas que vivem o mesmo problema nos ajudam a perceber com antecedência o que estamos enfrentando.

      Sempre que precisar, conte conosco para conversar e trocar.
      Sua experiência é um tesouro para todos nós.
      Abração e muita força !!!!
      Inacio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s