29-Mães Esquecidas

* Referência: Capítulos do Livro Justiça Divina – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do livro O Céu e o Inferno (CI) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 29-Oração na Festa das Mães)
Reunião pública de 12-5-61
CI – 1a Parte – Cap. 5 – Item 9.

29-EsquecidaSer mãe é padecer no paraíso!­– afirma a sabedoria popular.

O tema proposto para aquela noite de sexta-feira, na Comunhão Espírita Cristã, era a conceituação de Purgatório contida no capítulo 5 do livro “O Céu e o Inferno”.

Mas havia outra particularidade marcante para aquela reunião: faltavam apenas 2 dias para o domingo do Dia das Mães.

Conciliar estes dois assuntos aparentava ser missão impossível.

A espiritualidade, então, trouxe ao grupo uma oração pelas “mães esquecidas”, por aquelas mães onde a maternidade fez-se verdadeiro “purgatório de aflições”.

Nessa meditação, roga Emmanuel ao Senhor Jesus:

29-Mae heroina– pelas mães que, na noite fria, fazem de seu corpo o teto e o agasalho do filho sem lar;

– pelas mães pedintes, nas calçadas, sobrevivendo da compaixão na esmola alheia;

-pelas mães que atravessam a doença do filho querido em meio à imundice, por faltar o mínimo de dignidade, entre marquises, furnas e dejetos;

-pelas mães que precisam encontrar as necessárias refeições em restos, nas latas de lixo;

-pelas mães que fazem comércio da sexualidade junto a corações desalmados, crendo só assim poder sustentar o tratamento do filhinho moribundo;

-pelas mães que recebem, por recompensa de seus esforços, rajadas de calúnia e fel;

29-Dia_das_Maes_Asilo-pelas mães que foram abandonadas em suas horas de maior necessidade;

-pelas mães que velam por seus filhos decaídos nos muitos presídios do mundo;

-pelas mães viúvas, enredadas nas mãos de gananciosos usurpadores e víboras;

-pelas mães trancadas em hospícios, por não mais suportarem as dores do mundo;

-pelas mães que vivem a velhice desamparada, a quem somente a caridade coube amparar.

29-Jesus fala as mulheresSão elas, Senhor, as heroínas da retaguarda, que pagam à Terra os mais altos tributos de sofrimento …” – diz Emmanuel.

Senhor Jesus, que reconfortou a samaritana e a viúva de Naim!

Senhor Jesus, que resgatou Madalena e levantou a filha de Jairo!

… recorda as filhas de Jerusalém que te partilharam as agonias da cruz, quando todos te abandonavam, e compadece-te da mulher!…”.  (Emmanuel)

==&==

Leitura da Questão: O Céu e o Inferno (CI)
Primeira Parte – Doutrina
CAPÍTULO V – O Purgatório

Item 9. — Seja qual for a duração do castigo, na vida espiritual ou na Terra, onde quer que se verifique, tem sempre um termo, próximo ou remoto. Na realidade não há para o Espírito mais que duas alternativas, a saber: — punição temporária e proporcional à culpa, e recompensa graduada segundo o mérito. Repele o Espiritismo a terceira alternativa, da eterna condenação. O inferno reduz-se à figura simbólica dos maiores sofrimentos cujo termo é desconhecido. O purgatório, sim, é a realidade.

A palavra purgatório sugere a idéia de um lugar circunscrito: eis por que mais naturalmente se aplica à Terra do que ao Espaço infinito onde erram os Espíritos sofredores, e tanto mais quanto a natureza da expiação terrena tem os caracteres da verdadeira expiação.

Melhorados os homens, não fornecerão ao mundo invisível senão bons Espíritos; e estes, encarnando-se, por sua vez só fornecerão à Humanidade corporal elementos aperfeiçoados. A Terra deixará, então, de ser um mundo expiatório e os homens não sofrerão mais as misérias decorrentes das suas imperfeições.

Aliás, por esta transformação, que neste momento se opera, a Terra se elevará na hierarquia dos mundos.1
——————————————————
1 Idem, cap. III — “Progressão dos mundos”.

*** Curiosidades ***

-A figura da mãe é venerada muito antes do Cristianismo, havendo entre os chamados “povos pagãos” a figura da Grande Mãe. Alguns autores afirmam que a figura de Maria Santíssima foi a forma encontrada pelo Cristianismo nascente para redirecionar a devoção de quem já era fiel do Grande Amor Materno.resgate_afogamento2

-Nunca irei esquecer o caso dessa mãe do interior do Brasil (vide foto ao lado) que se atirou na caixa d’água para salvar o filho que se afogava. 

O que há de notável nisso?
Ela também não sabia nadar!

Esse é o grande testemunho de quem ama devotadamente.

-Um doutorando da Universidade de Brasília defendeu a seguinte tese: as diferentes camadas sociais criam tal indiferença humana nas classes mais altas que chega a gerar uma certa invisibilidade para aqueles que se encontram em classes mais baixas. Para provar isso, ele passou um certo período trabalhando junto com o pessoal dos serviços gerais da Universidade, usando o mesmo uniforme, com as mesmas ocupações e fazendo as refeições com todos eles. De fato, muitas pessoas que eram amigas próximas do mestre na Universidade passavam por ele e não percebiam que ali estava alguém conhecido e querido. Conta ele a profunda angústia que sentiu em vários momentos. Naqueles dias, sentia-se abandonado pelo grupo que pertencia e deslocado dentro do novo grupo, por mais que os novos amigos quisessem favorecer sua presença. Somos sociais e dependemos uns do amor dos outros!

2 respostas para 29-Mães Esquecidas

  1. É que a ignorancia ainda predomina nas classes sociais…..

    • inacioqueiroz disse:

      Verdade, Newton.
      Não só nas classes sociais, mas faz parte da condição dos que reencarnam neste orbe.
      Alguns reencarnam por ignorãncia intelectual, outros por ignorância emocional e outros por ignorância moral.
      E todos nós teremos de vencer estas 3 etapas, sendo a primeira, em verdade, a mais fácil.
      Um abração e obrigado pelo comentário.
      Inacio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s