33-Demônios, nós?

* Referência: Capítulos do Livro Justiça Divina – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do livro O Céu e o Inferno (CI) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 33-Problema Conosco)
Reunião pública de 26-5-61
CI – 1a Parte – Cap. IX – Item 20.

33-BrasinhaNão os criaria Deus, à parte.
O gênios perversos das interpretações religiosas somos nós mesmos, quando adotamos conscientemente a crueldade por trilha de ação.” – afirma Emmanuel.

O termo “demônio” tem origem no grego  Daemon, sendo traduzido como “divindade” ou “espírito“. São vistos pelos gregos como intermediários entre os deuses e os homens e não são bons nem maus.

33-brasinha momento hqO termo guarda ainda tradução para o latim no sentido de “gênio pessoal“, historicamente usado por Sócrates para justificar a ausência de cobrança pelos seus ensinamentos. Segundo ele, seu daemon assim determinava fazer.

Coube ao livro do Apocalipse, no capítulo 12, narrar a história dos “anjos caídos” que foram expulsos do terceiro céu sob comando de Lúcifer (a “Estrela da Manhã“), o querubim ungido da guarda que desejou ser igual a Deus.

Mas por que Deus, em sua onisciência, criaria seres condenados eternamente ao mal e aofogo do Inferno? Não seria isso uma maldade atribuída à Inteligência Suprema?

Não seria melhor simplesmente não cria-los?

33-CoringaCoube aos espíritos esclarecer que há seres severamente dedicados ao mal tanto no plano espiritual quanto no plano carnal. Porém, nada mais são que irmãos nossos, também nascidos simples e ignorantes das mãos de Deus, transviados em sua caminhada evolutiva.

Nenhuma criação especial, nem de anjos, nem de demônios.
Antes, espíritos que se evangelizaram profundamente, à custo de grandes esforços e muitas experiências, e espíritos largamente aferrados na ignorância, egoísmo e vaidade.

Em verdade, o traço dessa ignorância encontra-se hoje, nesse momento, em todos nós.

33-Soldado de GuerraNaqueles que fazem correr as lágrimas das viúvas e dos órfãos.
Naqueles que organizam aparatos de guerras contra populações indefesas.
Naqueles que preparam grandes rebeliões, que transbordam em crimes.

Naqueles que promovem delitos, abarrotando as penitenciárias.
Naqueles que garantem o funcionamento da indústria do aborto.
Naqueles que resguardam o aliciamento de jovens para a prostituição.
Naqueles que exploram o consumo de entorpecentes.

Enunciando, porém, semelhantes verdades, não acusamos senão a nós mesmos.” – observa Emmanuel.

33-Loucura2Claro!
A soma da condição moral de cada um de nós, com acertos e desacertos, luz e trevas, determina a condição moral de todo planeta Terra.

No plano carnal, a loucura da  Humanidade é a soma de cada loucura individual.
No plano espiritual, o desequilíbrio de cada espírito faz o desequilíbrio de toda Esfera espiritual.

Ninguém entrará no reino de Deus sem nascer de novo.” – anuncia Jesus.
Nascer, viver, morrer, nascer de novo e progredir continuamente, tal é a lei.” – afirmam os espíritos da Codificação Espírita.

33-jesusA evolução é caminho de todos nós, sem chances de deserção.

Continuemos, pois, vigilantes no serviço do próprio burilamento, na certeza de que o amor puro liquidará os infernos, quando nós, que temos sido inteligências transviadas nos domínios da ignorância, estivermos sublimados
pela força da educação.

(Emmanuel)

==&==

Leitura da Questão: O Céu e o Inferno (CI)
Primeira Parte – Doutrina
CAPÍTULO IX – OS DEMÕNIOS

OS DEMÔNIOS SEGUNDO O ESPIRITISMO

20. Segundo o Espiritismo, nem anjos nem demônios são entidades distintas, por isso que a criação de seres inteligentes é uma só. Unidos a corpos materiais, esses seres constituem a Humanidade que povoa a Terra e as outras esferas habitadas; uma vez libertos do corpo material, constituem o mundo espiritual ou dos Espíritos, que povoam os Espaços. Deus criou-os perfectíveis e deu-lhes por escopo a perfeição, com a felicidade que dela decorre. Não lhes deu, contudo, a perfeição, pois quis que a obtivessem por seu próprio esforço, a fim de que também e realmente lhes pertencesse o mérito. Desde o momento da sua criação que os seres progridem, quer encarnados, quer no estado espiritual.

Atingido o apogeu, tornam-se puros espíritos ou anjos segundo a expressão vulgar, de sorte que, a partir do embrião do ser inteligente até ao anjo, há uma cadeia na qual cada um dos elos assinala um grau de progresso.

Do expresso resulta que há Espíritos em todos os graus de adiantamento, moral e intelectual, conforme a posição em que se acham, na imensa escala do progresso.

Em todos os graus existe, portanto, ignorância e saber, bondade e maldade. Nas classes inferiores destacam-se Espíritos ainda profundamente propensos ao mal e comprazendo-se com o mal. A estes pode-se denominar demônios, pois são capazes de todos os malefícios aos ditos atribuídos. O Espiritismo não lhes dá tal nome por se prender ele à idéia de uma criação distinta do gênero humano, como seres de natureza essencialmente perversa, votados ao mal eternamente e incapazes de qualquer progresso para o bem.

*** Curiosidades ***

-Em quase todos os textos que leio, a ignorância é citada como a qualidade determinante para o caráter trevoso de uma consciência.

-A figura inicial dessa meditação refere-se a um personagem de revista em quadrinhos chamado “Brasinha”, um contemporâneo do fantasma Gasparzinho. Eu sempre gostei muito das aventuras dele, sua família e amigos. Assim como Gasparzinho, o Brasinha era criança levada, mas sempre sem maldade.

-Em reportagem, o Pastor Caio Fábio nos alerta para a importância que damos para o mal dentro das igrejas. Em alguns lugares, o diabo parece estar sempre tão presente que sobra bem pouco espaço para Deus. Encontramos o mesmo fenômeno no Espiritismo para a figura dos obsessores.

Ouvir críticas é sempre muito difícil. Mas ainda é a melhor forma para descobrir se estamos errando, acertando e onde precisamos de ajuda. Não percebemos nosso “mau hálito” com a mesma facilidade que os outros percebem. O duro é ouvir a crítica e agradecer sem querer se justificar.

-Diz Emmanuel a Chico: se uma acusação é verdadeira, contra a verdade não há argumento. Se é falsa, não precisa ser respondida porque já sabemos que é falsa. No final, acusações nunca precisam ser respondidas.

Anúncios

4 respostas para 33-Demônios, nós?

  1. Lí toda a matéria a qual nos vem revelar a verdade a respeito de satã e como é visto e falado em várias religiões .Atribuem a ele todo o mal que existe no mundo ,quando na verdade o mal são pensamentos e atitudes contrários ao amor ,nossa meta final .Acredito que quando damos aberturas ao mal ,desencarnados ainda ignorantes e doentes e vivendo no mal ,se aproveitam para estimularem nossas atitudes perversas.Por outro lado se praticamos o bem e somos vigilantes em nossos pensamentos e atitudes segundo Jesus nos ensinou ,praticando a caridade e o amor não damos abertura para estes pobres e infelizes irmãos que pela misericórdia Divina um dia também se edificarão !
    .

    • inacioqueiroz disse:

      Obrigado pelo comentário, Marina.

      Verdade, o mal é estado de ignorância racional e/ou emocional que todos nós venceremos um dia.
      Assim nos dizem os espíritos superiores.
      Isso ratifica a orientação dos espíritos que nos garantem: o importante em cada reencarne é bem viver cada experiência.
      Não só tentar fazer nosso melhor em cada situação, mas, a cada dia, meditarmos em nossos acertos e em nossos erros à luz do que já aprendemos.

      Obrigado pelo belo comentário.
      Abração,
      inacio

  2. Ricardo disse:

    O texto é bastante adequado para o atual momento.
    abs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s