31-Serviço e Perdão

* Referência: Capítulos do Livro Justiça Divina – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do livro O Céu e o Inferno (CI) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 31-Melhorar)
Reunião pública de 19-5-61
CI – 1a Parte – Cap. VII – Item 14.

31-orar-2Sofres constantes vicissitudes e suspiras por melhorar.” – inicia Emmanuel.

A vida nos traz expectativas e decepções.

Sabe aquele amigo tão querido?
Mostrou agora as mãos cheias de pedras, virou a cara e ainda deixou nosso peito em chamas, lembra disso?
Mas continuemos agindo como se nada tivesse ocorrido, retribuindo tudo, cada pequena coisa, com nossa bondade de sempre.

31-LamentoE o trabalho? Parece que TUDO de ruim
vem cair em cima da gente!

Até o trabalho dos outros é jogado em
nossos ombros, certo?
Mas continuemos trabalhando como se já fossem deveres nossos desde o início, mostrando-nos honrados por ter a confiança do grupo ou da empresa que nos acolhe.

E aquelas palavras nossas que foram torcidas e mal interpretadas?
Atacado por várias pessoas. Pinçaram trechos do nosso discurso que produziam sentidos adversos, lembra? Ironia de uns, má fé de outros …
Mas sigamos em frente, sem dar atenção para a maldade.
Aqueles que nos conhecem de verdade, de coração, saberão ver nossa boa intenção em cada frase. E, mesmo eles, não guardam obrigação de saber da extensão de nossos bons pensamentos a cada passo de nossa jornada.

31-rezando-antes-do-almocoE a atividade que nos é retirada arbitrariamente, depois de cuidada com tanto carinho?
Desrespeito puro, enxovalhando nosso nome e torturando nossa alma.
O segredo é pensar que tudo estava planejado desse jeito mesmo, que tudo é uma grande provação para que alcancemos nosso novo degrau em direção à perfeição.

Ninguém está livre de um passado cheio de defeitos e prejuízos.

Alimentá-los ao preço de inquietação e revide seria perpetuar o desequilíbrio e a aflição.” – observa Emmanuel.

Para solucionar os problemas da vida, precisamos servir e perdoar incondicionalmente.

31-lava-pesDiz Emmanuel: “No mundo moral, não existe oposição que resista indefinidamente à força do exemplo.

E se o desânimo bate nossa porta, observa o exemplo do nosso
corpo físico.

Para servir de carro do Espírito por uma vida inteira, ele mesmo se coloca em estado de permanente serviço para nossos afazeres e perdão para nossos
excessos e faltas.

“… regime incessante de serviço e perdão para melhorar“.  (Emmanuel)

==&==

Leitura da Questão: O Céu e o Inferno (CI)
Primeira Parte – Doutrina
CAPÍTULO VII – AS PENAS FUTURAS SEGUNDO O ESPIRITISMO

Código Penal da Vida Futura 

O Espiritismo não vem, pois, com sua autoridade privada, formular um código de fantasia; a sua lei, no que respeita ao futuro da alma, deduzida das observações do fato, pode resumir-se nos seguintes pontos:

Item 1º — A alma ou Espírito sofre na vida espiritual as consequências de todas as imperfeições que não conseguiu corrigir na vida corporal. O seu estado, feliz ou desgraçado, é inerente ao seu grau de pureza ou impureza.

Item 14º — Dependendo da melhoria do Espírito a duração do castigo, o culpado que jamais melhorasse sofreria sempre, e, para ele, a pena seria eterna.

*** Curiosidades ***

-Esta meditação chega em minhas mãos num período de grande perturbação no meu grupo espiritualista. Como sabemos que acaso não existe, espero saber aproveitar e absorver os ensinamentos nela contidos. Sabendo que o texto deverá servir inicialmente para mim, depois para outros. É comum cairmos na tentação de pensar: “este texto é excelente para Fulano de Tal”. Mas o texto encontrou primeiro a gente e não o Fulano de Tal. Portanto, devemos ser os primeiros a fazer uso prático dele.

-Hoje, a ciência reconhece que os ensinamentos por exemplificação nos seres humanos dispõe de efeitos bem mais profundos do que podemos supor. Como os outros animais, o cérebro humano dispõe das chamadas “células espelho”, que copia o comportamento de pessoas observadas. O efeito é tão patente, que um estudo realizado com dezenas de casais, todos com relacionamentos longos, mediu o quanto a face de ambos eram diferentes no início e passaram a ser cada vez mais parecidos após décadas. Por que isso? Na convivência, o casal passa a ter trejeitos faciais parecidos, exercitando os mesmos grupos musculares faciais e criando marcas de expressão semelhantes.

-Concluímos, assim, que nada adianta ensinar o “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”, se a pessoa realizar o ato proibido frente ao orientado. As células espelho registrarão o exemplo, independente do que for dito.

-Tento e não consigo imaginar a sensação de Pedro com os pés sendo lavados por Jesus. Uih !!!!

2 respostas para 31-Serviço e Perdão

  1. Tanto quanto o mal exemplo o bom exemplo deixa sua marca na consciência de quem o presenciou, a arte do bem estar, fundeada no bem fazer nada mais é que aprendermos a respeitar a ignorância alheia sugerindo sem imposição um posicionamento comprovadamente sustentável ao erro ou ilusão…

    • inacioqueiroz disse:

      Muito legal, Demerval.
      É bacana observarmos o quanto este exemplo fica depositado no consciente / inconsciente de cada pessoa, emergindo quando é oportuno.
      Meu irmão sempre fala que nunca se envolveu em situações ilícitas no trabalho devido ao comportamento ultracorreto do meu pai.
      Ele trabalhava em posição que lhe oferecia muitas oportunidades.
      O bom exemplo que observamos torna-se jurisprudência em nossa consciência.
      Abração e obrigado,
      Inacio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s