46-Servo Bom e Fiel

* Referência: Capítulos do Livro Justiça Divina – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do livro O Céu e o Inferno (CI) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 46-Tarefas Humildes)
Reunião pública de 31-7-61
CI – 1a Parte – Cap. VIII – Item 13.

46-Servo BomMateus 25:21
Disse-lhe seu senhor:
Muito bem, servo bom e fiel;
foste fiel no pouco, confiar-te-ei o muito;
entra na alegria de teu senhor
“.

Quantas passagens do Evangelho ainda precisam de nosso amadurecimento para finalmente entendermos o que este ser angelical chamado Jesus quis dizer?

Quando ouvimos as histórias dos grandes bem-feitores da humanidade, é impossível que o discípulo sincero da Boa Nova não se emocione, não chore, não anseie por se juntar a cada um deles como valoroso trabalhador do bem.

N46-Vicentedepaulabarrocoessa meditação, Emmanuel relembra estas nobres almas:

Vicente de Paulo, que despreza as chances de riqueza e poder para cuidar dos mais necessitados. Foi tão intensamente devotado à caridade que foi nomeado pelo Papa Leão XIII, em 1885, como patrono de TODAS as obras de caridade da Igreja Católica.

Florence Nightingale, ignorando a origem tradicional e abastada, passa quase um século nos cuidados de doentes e feridos de guerra e torna-se referência mundial para o campo da Enfermagem.

Padre Damião de Veuster, eleito o maior de todos os belgas por uma vida inteira dedicada aos leprosos da ilha de Molokai, a chamada “colônia da morte”, no Havai.

Mahatma Gandhi, o avatar da não-violência, que deixa de lado os títulos e privilégios para a libertação do povo da Índia e para influenciar todos os pacifistas das gerações seguintes.

E nós?

46-NosEnquanto nossa capacidade moral nos prender a pequeninas obrigações, devemos guardar as lições de Jesus na fidelidade perante o pouco, conforme transcrito por Mateus.

São estas pequenas provas e medidas que nos encaminharão para a Estrada dos Grandes Exemplos.

Chão relvoso é começo de floresta.
Humanidade é sementeira de angelitude.
46-jesus_curaPenetremos o bem verdadeiro para que o bem verdadeiro penetre em nós.” – afirma Emmanuel.

Sendo grande nas tarefas humildes, aprenderemos, um dia, a humildade necessária para as grandes tarefas.

Na relatividade dos conceitos humanos, ninguém, na Terra, pode ser bom para todos; contudo, ninguém existe que não possa iniciar-se, desde já, na virtude, sendo bom para alguém.”  (Emmanuel)

==&==

Leitura da Questão: O Céu e o Inferno (CI)
Primeira Parte – Doutrina
CAPÍTULO VIII – OS ANJOS

OS ANJOS SEGUNDO O ESPIRITISMO

13. Entretanto, a alma, qual criança, é inexperiente nas primeiras fases da existência, e daí o ser falível. Não lhe dá Deus essa experiência, mas dá-lhe meios de adquiri-la. Assim, um passo em falso na senda do mal é um atraso para a alma, que, sofrendo-lhe as conseqüências, aprende à sua custa o que importa evitar. Deste modo, pouco a pouco, se desenvolve, aperfeiçoa e adianta na hierarquia espiritual até ao estado de puro Espírito ou anjo. Os anjos são, pois, as almas dos homens chegados ao grau de perfeição que a criatura comporta, fruindo em sua plenitude a prometida felicidade. Antes, porém, de atingir o grau supremo, gozam de felicidade relativa ao seu adiantamento, felicidade que consiste, não na ociosidade, mas nas funções que a Deus apraz confiar-lhes, e por cujo desempenho se  sentem ditosas, tendo ainda nele um meio de progresso. (Vede 1ª Parte, cap. III, “O céu”.)

*** Curiosidades ***

– Eu não conhecia a história do Padre Damião. Fiquei fascinado com o que li sobre ele. Quando ele aceitou ir para a ilha de Molokai, ele sabia que não teria volta. Fiquei pensando se eu seria capaz da tal desprendimento? Não, acho que ainda não sou capaz disso. E Emmanuel novamente acerta: o tamanho de nossa capacidade moral nos situa nas obrigações que já somos capazes de suportar.

– Da história de Gandhi, muita coisa eu já sabia. Mas achei bacana a história da Florence Nightingale, principalmente o impacto que ela teve na nascente área da enfermagem. Porém, mais surpreso ainda fiquei com a história de S. Vicente de Paulo. De origem pobre, tornou- padre e até como escravo dos turcos ele esteve. E ascendeu como principal confessor dos Reis e Rainhas da França, fundando 4 ordens e vivendo plena dedicação à caridade. Um verdadeiro herói da fé!

– No texto de Kardec temos: “(…) Antes, porém, de atingir o grau supremo, gozam de felicidade relativa ao seu adiantamento, felicidade que consiste, não na ociosidade (…)”.
Gosto muito dessa ideia de “felicidade relativa“. Não é a felicidade perfeita porque não teremos esta perfeição enquanto algum irmão no planeta estiver sofrendo. Mas há uma felicidade possível, relativa ao nosso plano de consciência. E os espíritos são unânimes em afirmar: esta felicidade nasce no prazer que advém dos trabalhos que a Divina Consciência nos confiou. O prazer de servir !!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s