53-Heróis

* Referência: Capítulos do Livro Justiça Divina – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do livro O Céu e o Inferno (CI) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 53-Compromisso em nós)
Reunião pública de 25-8-61
CI – 1a Parte – Cap. III – Item 13.

53-Anjo FamConsiderando as elevadas missões dos espíritos que se agigantaram nos louros da virtude, reflitamos nos compromissos anônimos que rogamos, com ardor, em nós e por nós.
– convida-nos Emmanuel nesse capítulo.

Eu tenho o seguinte lema pessoal: “Se não posso ser o herói de toda uma nação, que eu possa ser o herói na vida de uma pessoa.”

Mas, quando pensamos em herói, associamos com alguém que aceitou uma missão difícil e irá vencê-la mediante grande esforço.

Quantos heróis existem que não lembram quando foi que aceitaram a atual missão e as estão cumprindo com preço de “sangue, suor e lágrimas” ?

Na casa bonita e farta, temos o casal apaixonado … e o filhinho com retardo ou vítima da Síndrome de Down. Grandes lutas …

53-DownQuem pediria para ter um filho assim?

No plano espiritual, porém, não deixaríamos o companheiro querido atravessar sozinho essa grande provação, principalmente se fomos nós os companheiros dele nos desvarios passados.

No escritório do profissional honrado … o coração dorido por um casamento devastado pela esquizofrenia do cônjuge.

Quem aceitaria casar com a esquizofrenia?

No plano espiritual, porém, aceitaríamos quitar o desastre que causamos na vida do outro através do companheirismo incondicional e sacrificado.

Na família instruída e abonada … um pai violento, desagradável, intransigente e irônico.

53-ViolenciaQuem pediria para nascer em lar assim?

No plano espiritual, porém, lembraríamos da época em que fomos nós o pai dele, o ensinamos a destilar desamor e crueldade e imploraríamos por esvaziar o cálice que enchemos.

No trabalho de grande valor e nobreza … a tristeza de não contar com ninguém para ajudar.

Quem não gostaria de efetuar um trabalho nobre com corações amigos nos apoiando?

No plano espiritual, porém, entenderíamos que já tivemos corações amigos ao nosso comando e os manipulamos para o mal de terceiros. E concordamos com o esforço solitário para compensar o passado.

Na vida da mente talentosa, repleta de amigos em grande mobilização … a anomalia orgânica oculta.

Quem desejaria incumbir-se de grandes propósitos carregando dores físicas?

No plano espiritual, porém, saberíamos que a irmã dor funciona como remédio para moléstias que nos atingem nos nossos pontos enfraquecidos enquanto encarnados.

53-MediumE com o médium notável … que não consegue ir além das soluções e exigências do próprio lar.

Quem solicitaria mediunidade acorrentada a um lar complicado?

No plano espiritual, porém, saberíamos que é o retorno para aquele que já pôde orientar vidas para a luz e as encaminhou para provações e trevas.

53-LavandoE com o companheiro nobre, que sonha com grandes causas …  e sustenta-se nos serviços mais humildes, nos tanques, louças e pisos que solicitam trabalho braçal.

Que espírito repleto de sonhos superiores aceitaria tão simplória incumbência?

Um dia, compreenderás que para sermos livres é preciso escravizar-nos, por algum tempo, ao pés daqueles que, por algum tempo, nos foram também escravos.– esclarece Emmanuel.

Abençoadas sejam as dores e tristezas que nos ferem sem sabermos ao certo os porquês!

Nossa gratidão aos trabalhos humildes, que solicitamos com alegria antes de reencarnar e que hoje os cumprimos em lágrimas e grande pesar.53-Jesus

Se ninguém, na Terra, te anota o serviço obscuro, recorda que Deus te vê!” – lembra Emmanuel.

Saibamos cultivar a alegria pela missão humilde e anônima que temos hoje, na certeza que é a responsabilidade com o pouco que nos habilitará com algo maior no futuro.

Ensina Emmanuel:Ninguém consegue realmente ser grande, quando não aprendeu a ser pequenino.

==&==

Leitura da Questão: O Céu e o Inferno (CI)
Primeira Parte – Doutrina
CAPÍTULO III – O CÉU

Item 13. As atribuições dos Espíritos são proporcionadas ao seu progresso, às luzes que possuem, às suas capacidades, experiência e grau de confiança inspirada ao Senhor soberano.

Nem favores, nem privilégios que não sejam o prêmio ao mérito; tudo é medido e pesado na balança da estrita justiça.

As missões mais importantes são confiadas somente àqueles que Deus julga capazes de as cumprir e incapazes de desfalecimento ou comprometimento. E enquanto que os mais dignos compõem o supremo conselho, sob as vistas de Deus, a chefes superiores é cometida a direção de turbilhões planetários, e a outros conferida a de mundos especiais. Vêm, depois, pela ordem de adiantamento e subordinação hierárquica, as atribuições mais restritas dos prepostos ao progresso dos povos, à proteção das famílias e indivíduos, ao impulso de cada ramo de progresso, às diversas operações da Natureza até aos mais ínfimos pormenores da Criação. Neste vasto e harmônico conjunto há ocupações para todas as capacidades, aptidões e esforços; ocupações aceitas com júbilo, solicitadas com ardor, por serem um meio de adiantamento para os Espíritos que ao progresso aspiram.

*** Curiosidades ***

– Como todo iniciante, eu também vivi a vaidade de desejar os trabalhos mais difíceis da Casa Espírita, logo que entrei. Tive que descobrir penosamente as minhas limitações e os aprendizados necessários para quem se habilita aos trabalhos nobres. Hoje, algumas décadas passadas, entendo que nunca estive preparado para muitos desses trabalhos mais difíceis. Reconheço! Mas, aprendi também que a dedicação e a boa vontade incansável acabam por nos habilitar, nem que seja no próximo encarne. E eu, como servo dedicado, não desistirei.

– Recebo muitos comentários afirmando que a ideia de “anjos” como seres alados, criação à parte da obra divina, é real. Os espíritos da Codificação Espírita afirmam que não são reais, como podemos entender pelo texto de Kardec acima. Para aqueles que discordam de Kardec, peço a tranquilidade de aguardar que o tempo traga a verdade. Todos nós estaremos, algum dia, no plano espiritual e saberemos exatamente a verdade.

– É sempre difícil atravessar qualquer sofrimento, principalmente quando não temos qualquer explicação que nos dê sentido para o sofrer. E sem o apoio de uma religião, então, é uma tragédia. Desesperos, agressividades, depressões, ideias homicidas e suicidas. A Doutrina Espírita é abençoada por trazer consolação através de suas explicações, mas nem todas as pessoas estão preparadas para entendê-la e fazer bom uso dela. Faça um favor aos seus filhos e dependentes: dê-lhes uma religião, qualquer que seja.

– “Porque fostes responsável no pouco, coisas maiores vos serão confiadas.” nos diz a Parábola dos Talentos. Precisamos meditar nessas palavras!

4 respostas para 53-Heróis

  1. Ricardo Salles disse:

    Ótima reflexão! Não foi à toa que Jesus nos disse: “…deixai que venham a mim as criancinhas porquanto é dela o reino dos céus…”

    • inacioqueiroz disse:

      Verdade, Ricardo.
      Fazer-nos crianças, construir em nós a liberdade, a sinceridade, o espírito de aprendiz, a esperança no futuro, o despojamento e o olhar bondoso de uma criança; eis aí os nossos desafios.

      Abração e obrigado.
      Inacio

  2. Messia Ramos disse:

    Conhecer o mecanismo da Lei de Deus é fundamental para se entender e aceitar as provas da vida terrena. Pena que a maioria ignora e prefere se iludir com falsas verdades. Fugindo aos esforços que nos levam aos voos mais altos adiamos nossa libertação.

    • inacioqueiroz disse:

      Grande verdade, Messia.
      Mas o mundo está mudando.
      Como nos diz o orador Divaldo Franco em palestra: “Nunca houve tanto amor sobre o planeta”.

      Viemos de uma noite medieval onde o bem da força era o que definia o poder.
      Aos poucos, estamos descobrindo um poder novo: a força do bem.

      Mas são passos curtos e seguros, numa grande transição.
      Como nos diz Emmanuel: a natureza não dá saltos.
      Obrigado pelo comentário.
      Inacio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s