59-Nossa Sombra

* Referência: Capítulos do Livro Justiça Divina – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do livro O Céu e o Inferno (CI) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 59-Nós todos)
Reunião pública de 15-9-1961
CI – 1a Parte – Cap. VII – Item. 3 inciso 19.

59-Anjo_caídoEspíritos imperfeitos!
No círculo das paixões que se agitam na Terra, somos nós todos.” – afirma Emmanuel nessa meditação, claramente incluindo ele mesmo.

Uma angústia vivida pelos sinceros trabalhadores das Casas Espíritas é conhecer o Evangelho de forma mais clara, versar sobre os textos para quem não os conhece, tirar dúvidas de quem nos questiona, mas … perceber que, em muitos momentos difíceis do dia a dia,  não conseguimos cumprir exatamente aquilo que já conhecemos.

Nessas horas, uma grande sensação de culpa desaba sobre nós.

Leon Denis, contemporâneo de Kardec, nos explica que essa sensação de “hipocrisia” ocorre com todos os alunos do Evangelho.

59-ImperfeitoSomos espíritos recém-saídos dos campos de batalha, condicionados pelas paixões mundanas, pelo ódio e pelo egoísmo. Estamos, agora, buscando nos recondicionar com valores morais muito superiores aos que tínhamos ontem.

Executar de pronto tudo que já aprendemos é algo como EXIGIR que o aprendiz de matemática pule da lição dos números arábicos diretamente para os requintes do cálculo superior. Ainda são números, mas com sutilezas que ele nem conhece bem, nem está apto a aplicar.

Nessa meditação, Emmanuel inicialmente lembra-nos a diferença entre nosso discurso e nosso comportamento.

Recomendamos paciência aos outros e desesperamos perante nossas provações.
Falamos de heroísmo para quem vive grandes dores e nos revoltamos com a mínima topada.

Pedimos desinteresse financeiro para muitos e não socorremos quem tem muito menos que nós. Reprovamos nosso vizinho e não reparamos em nossas atitudes reprováveis.

Por isso mesmo, qual nos acontece, ao toque da verdade, tens a luz da esperança na dor da insatisfação.” – observa Emmanuel.

59-caminhoOu seja, temos a alegria de saber o que é certo e a angústia de, muitas vezes, não conseguir fazer o certo.

Conheço muitos que, ao perceberem suas dificuldades, não falam mais no assunto em momento algum.

Alguns se afastam da Casa Espírita, outros alegam que preferem não ser nada do que ser um espírita e “viver uma hipocrisia”.

Não é esse o caminho.
No entanto, apesar dos mais duros conflitos de consciência, prossegue indicando o bem.” – ensina-nos Emmanuel.

Quando entramos numa autoescola, não somos motoristas, mas queremos aprender a ser. Mesmo já dirigindo, ainda não somos motoristas, mas cada treino, cada exercício concluído e repetido, cada nova lição, cada novo ânimo para continuar nos fará vir a ser um motorista, algum dia.

59-norman-schwarzkopf-142017Assim, por compaixão, deixemos que os outros compartilhem daquilo que já aprendemos, guardando a sinceridade de indicar aquilo que ainda é teoria e aquilo que já é nossa prática.

Fazendo luz para os outros, acabamos medindo a sombra que nos é própria.” – explica Emmanuel.

E, podemos acreditar, os amigos espirituais encontram-se também nessa mesma luta.
Todos no esforço de transformar conhecimento em sabedoria, através do autoconhecimento, do discernimento e da caridade.

Encarnados e desencarnados ajudando-se mutuamente, com trabalhos em dois planos.
Hoje, espírito tutelar e anjo protetor; amanhã, um filho querido.

59-Jesus_cura_um_leprosoNas idas e vindas do longo ciclo de reencarnações, nos preparamos todos para o grande voo aos mundos felizes.

Em cada resgate, em cada sofrimento, em cada lição nova, um degrau é galgado.

Assim pois, diante do irmão caído no mal, compadece-te dele e ensina o bem, mesmo que o mal ainda te ensombre.

A compaixão mostra o caminho da caridade e, sem caridade uns para com os outros, não há segurança para ninguém.”  (Emmanuel)

==&==

Leitura da Questão: O Céu e o Inferno (CI)
Primeira Parte – Doutrina
Capítulo VII – AS PENAS FUTURAS SEGUNDO O ESPIRITISMO

CÓDIGO PENAL DA VIDA FUTURA

O Espiritismo não vem, pois, com sua autoridade privada, formular um código de fantasia; a sua lei, no que respeita ao futuro da alma, deduzida das observações do fato, pode resumir-se nos seguintes pontos:

1º — A alma ou Espírito sofre na vida espiritual as consequências de todas as imperfeições que não conseguiu corrigir na vida corporal. O seu estado, feliz ou desgraçado, é inerente ao seu grau de pureza ou impureza.


19º — Como o Espírito tem sempre o livre-arbítrio, o progresso por vezes se lhe torna lento, e tenaz a sua obstinação no mal. Nesse estado pode persistir anos e séculos, vindo por fim um momento em que a sua contumácia se modifica pelo sofrimento, e, a despeito da sua jactância, reconhece o poder superior que o domina.

Então, desde que se manifestam os primeiros vislumbres de arrependimento, Deus lhe faz entrever a esperança. Nem há Espírito incapaz de nunca progredir, votado a eterna inferioridade, o que seria a negação da lei de progresso, que providencialmente rege todas as criaturas.

*** Curiosidades ***

-Eu sempre percebo a Casa Espírita como um lugar onde a gente treina ser quem a gente não é, onde a gente exercita um amor e uma bondade que a gente ainda não tem. Nossos condicionamentos nos levam ao mesmo egoísmo, vaidade e ódio que sempre alimentamos. Na Casa Espírita, exercitamos o sentimento contrário e damos forças aos novos valores. Por isso, quem se afasta da Casa Espírita porque brigou, se decepcionou, se sentiu diminuído ou excluído, não percebeu o verdadeiro propósito da Casa e largou a melhor oportunidade de vencer estes sentimentos inferiores.

Quando o planeta Terra estava sendo formado, Jesus já estava sendo glorificado por consciências superiores. Qualquer conceito moral vindo dele, é muito superior ao que nós já vivenciamos hoje. Logo, tenhamos MUITA paciência para conosco. E muito perdão!

-Como saber se já superamos uma certa lição? Quando o mal ocorrer sobre nós, ao nosso redor e, em vez de desequilíbrio e de desarmonia, conseguirmos socorrer quem não está bem, tentarmos desfazer desafetos entre irmãos, diluirmos pensamentos ruins e, nem de longe, nos sentirmos melindrados com o ocorrido, saberemos que aquele mal em específico não nos atinge mais. O coração pacificado não precisa perdoar porque não se sente ofendido. Mas leva o perdão para aqueles que ainda se demoram na sombra do desamor.

Anúncios

11 respostas para 59-Nossa Sombra

  1. Dani de Faria disse:

    Olá,
    Primeiramente parabenizamos, mais uma vez, pelo empenho em estar sempre atualizando este blog, trazendo sempre questões muitos interessantes e elogios gentis e educados a todos que deixam comentários.
    Gostaríamos, liminarmente, nos atrever a comentar que todo mérito deve-se antes de tudo ao Mestre Jesus. Todas as almas iluminadas que por este planeta passaram (ou ainda passam) buscando praticar o bem para o progresso da humanidade, sãos discípulos Dele (mas isso todos nós no fundo sabemos, né?!.
    Vale salientar que não temos nenhuma intenção de tirar o mérito dessas grandes personalidades que por este planeta passaram, onde podemos destacar Bezerra de Menezes. Ivonnne Pereira, Chico Xavier, Divaldo Franco, dentre outros.
    A melhor maneira de mostrarmos o caminho do Mestre Jesus é por meio do nosso exemplo de vida. Por meio de nossa força de vontade em superar os obstáculos, com coragem, honestidade, fé, alegria, perseverança e otimismo e ORAÇÃO, principalmente oração.
    Somos todos aprendizes nesta nova oportunidade por Deus dada a nós. Seria muita pretensão nossa considerarmos superiores a qualquer outro irmão de jornada que por ventura tenha enveredado por caminhos de religião diversa. Se lá estão é porque o seu estágio evolutivo, por enquanto somente lhe permitiu seguir até ali.
    O mérito que eventualmente possamos possuir é a quantidade de pureza, alegria, perseverança, paciência e tolerância que tivermos pelos nossos irmãozinhos de jornada, mesmo àqueles pertencentes à reunião diversa.
    Aos espíritas, acredito, na minha humilde opinião, que a mediunidade não nos torna melhor que ninguém e muito menos trava a vida de ninguém, e sim, a energia que produzimos dentro de nós mesmos. É essa energia produzida por nós que põe obstáculo em nossa própria vida ou que nos impulsiona para frente. Nossos maiores obsessores são nós mesmos, quando não procuramos agir com maturidade, quando nos julgamos verdadeiros “santos” por cuidarmos de outros irmãos e esquecemos daquele filho de Deus, que ele próprio colocou sob nossos cuidados – NÓS MESMOS.
    Há pessoas, das mais variadas religiões, até porque isso é inerente ao ser humano, que acha que amar ao próximo é fazer TUDO pelo outro e esquecer de si próprio, chegando mesmo ao ponto de querer viver as provas que somente a outro pertence.
    Amemos a vida que Deus nos deu, sejamos nossos amigos, sem culpa, pois a vida nos trata como tratamos a nós mesmos.

    Cordialmente,
    Dani de Faria

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Dani,
      Obrigado por enriquecer este modesto trabalho com seus comentários inteligentes e pertinentes.
      Adoro vc.

      Quando repasso o mérito para Chico e Emmanuel, faço no sentido de aplaudir os pioneiros e seus esforços.
      Não tinham nossas facilidades e viviam em sociedade tradicionalista e refratária a novas ideias.
      Mas o próprio Emmanuel explica que o livro são meditações sobre os textos de Kardec.
      Kardec explica que a Codificação são meditações e desenvolvimento do Evangelho somados aos espíritos, que se anunciaram como o Paráclito prometido por Jesus.
      E Jesus se coloca sendo 1 com o Pai. Deus? Alguém superior a quem chamamos de Cristo? Não sei.

      O mais importante é declarar abertamente que o mérito pela ideia não é meu.

      Concordo em MIL porcento nessa falta de humildade no ambiente espírita.
      É uma das armadilhas que o conhecimento cientifico traz.
      Achar que ter base cientifica nos coloca superior a alguém é um erro.
      Na base da Codificação e da nossa vaidade está a ciência.

      Mas Emmanuel nos alerta: acende a chama da reverência onde quer que ache uma fé sincera.
      Somo ainda miseráveis em termos emocionais e, por isso, por mais que aprendamos, precisamos estagiar na escola da Terra e recapitular lições para buscar ascender aos mundos melhores.

      Um dia, iremos aprender o que nos falta, mas precisamos de muitas observações como as suas para podermos descobrir O QUE ainda nos falta, aprender e revisar nossa conduta.

      Obrigado por seu carinho,
      Inacio

      • Dani de Faria disse:

        Querido,
        “Data venia”, conforme meu humilde comentário acima, parágrafo terceiro, fiz questão de frizar a INEGÁVEL importância daqueles que contribuiram de maneira fundamental para o progresso da humanidade.
        Ao comentar acima da seguinte forma:
        “Quando repasso o mérito para Chico e Emmanuel, faço no sentido de aplaudir os pioneiros e seus esforços. Não tinham nossas facilidades e viviam em sociedade tradicionalista e refratária a novas ideias.”
        ACREDITE também não o deixei de fazê-lo, conforme fiz absoluta questão de frizar nos primeiros parágrafos do meu (faço questão mais uma vez de assinalar – simples, modesto) comentário.
        Meu amor…..o que vc quis dizer com o comentário abaixo?’
        “E Jesus se coloca sendo 1 com o Pai. Deus? Alguém superior a quem chamamos de Cristo? Não sei.”
        Meu caro irmão em CRISTO: No livro dos Salmos 2:2, a palavra hebraica MASHIACH é traduzida como UNGIDO, todavia também poderia ser traduzida como MESSIAS, ou como CRISTO.
        No segundo Salmo do mesmo livro, a palavra MASHIACH é usada para designar aquele que será o Rei de Israel, e Rei dos Reis de todas as nações, eternamente, no Reino de Deus. Logo, as palavras MASHIACH, MESSIAS, CRISTO e UNGIDO, são sinônimos.
        JESUS CRISTO morreu crucificado entre dois ladrões por causa da incompreensão daqueles a quem veio anunciar a boa nova e ainda assim, naquele momento, salvou a alma daquele que conseguiu ver a luz que emanava Dele. O Mestre Jesus foi bem claro ao dizer: “Eu SOU A LUZ, A VERDADE E A VIDA. Dizer que Jesus não é o Cristo é negar todo o novo testamento.
        O Mestre Jesus não se coloca. ELE É E SEMPRE SERÁ
        Sabe, como é de seu conhecimento, a um tempo atrás eu fui suspenda de um site que se diz espirituista pelo simples fato de ter respondido que estava lendo um livro que fala sobre a humildade dos pretos velhos “Fala, Preto Velho.” de autoria de Wanderley Oliveira pelo espírito de Pai João de Angola.
        Pelo visto este vai ser o próximo blog do qual vou ser suspensa…rsrsrsrs

        Oh…meu amor…O Mestre dos Mestres não tem religião…
        Se vc pensa assim. Fique a vontade….
        Bjs e que Jesus CRISTO sempre, sempre…te abençoe.

        Dani de Faria

      • inacioqueiroz disse:

        Oi Dani,

        Adorei o “Data venia”!
        Nunca te suspenderia de nada. Ao contrário, queria ter mais pessoas assim como vc, agudas, com conteúdo e interessadas.

        Eu vi que vc reconheceu a questão dos pioneiros. Nem pensei nada ao contrário disso. Eu apenas quis dizer que este motivo, junto com a minha pouca valia, são os motivos centrais de que eu repasse sempre o mérito para Chico e Emmanuel.

        Também não neguei que Jesus seja “O Cristo” em minhas dúvidas. Apenas confirmei minha ignorância em não saber para qual instância superior ele se reportava. Mas, certamente, era Alguém muito superior. São as minhas dificuldades, peço sua compreensão e paciência.

        Também concordo que Jesus não tem religião.
        Ele já é ligado ao alto sem qualquer esforço, não precisa se “religar”.
        A gente é que, por imaturidade, tenta colocar rótulos, cria nomes, símbolos, bandeiras e tenta criar feições para podermos nos sentir parte daquilo que nunca se separou da gente, mas que a gente não reconhece mais como sendo nós mesmos.

        Uma cena bonita do filme “Nosso Lar” é quando André Luiz está conversando na sala do Coordenador Geral, com uma miniatura da Terra entre eles e o símbolo de todas as religiões adornando as paredes da sala.

        Somos todos filhos de um mesmo Pai, todos irmãos, cada um trabalhando para um nível de entendimento, para um momento emocional e social das criaturas. Mas, antes de tudo, somo todos irmãos, filhos do mesmo Pai.

        Beijão e obrigado pelo seu carinho.
        Inacio

  2. Ricardo Salles disse:

    Uma das melhores e mais oportunas publicações. Um estímulo à persistência no caminho do bem!
    abs.

  3. Ana Silva disse:

    Estou iniciando em fevereiro o Curso sobre o Livro Céu e Inferno.
    A reflexão sobre este artigo é bem oportuna.
    Gostei muito

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Ana,
      Espero que vc tenha instrutores legais, porque o livro em si é MARAVILHOSO.
      Se eles souberem explorar o tema, será um curso MUITO legal.
      E, podendo, traga o que vc aprender aqui para gente, ok?

      Abração e obrigado.
      Inacio

  4. Andrade disse:

    Muito bom Inácio. Uma bela coletânea de pensamentos e ensinamentos para todos nós, ainda espíritos imperfeitos e vacilantes no caminho que nos remete ao progresso da alma.

    • inacioqueiroz disse:

      Grande Andrade!
      Obrigado.

      Todo mérito para os mestres Chico Xavier / Emmanuel, verdadeiras fontes de todas estas ideias.
      Mas, não posso negar, o seu parecer positivo muito me alegra pela grande consideração e respeito que tenho pelo amigo.

      É verdade, o progresso pelas experiências e pelo estudo é o sentido de estarmos aqui.
      Quem ainda não percebeu isso … ainda dorme.
      Um abração,
      Inacio

  5. Pingback: Nossa Sombra | Estudando com Chico Xavier

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s