64-Caminha!

* Referência: Capítulos do Livro Justiça Divina – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do livro O Céu e o Inferno (CI) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 64-Jornada acima)
Reunião pública de 13-10-1961
CI – 1
a Parte – Cap. VI – Item. 13.

64-MaterializacaoEmmanuelErgue a flama da fé na imortalidade, e caminha!” – convida-nos Emmanuel.

Mas são muitos os que logo argumentam, sem confiança:
Como fazer isso nesse mundo tão egoísta e cruel? Pra quê?
Não é melhor cada um cuidar de si mesmo?

Outros, em desânimo, gritarão:
Tolice! O mundo sempre será dos mais fortes e dos mais espertos!

E assim, ouviremos em vários outros momentos:

  • Quem trabalha, não tem tempo de ficar rico.
  • A história é contada pelos vitoriosos.
  • De boas intenções, o inferno está cheio.
  • A juventude é uma banda numa propaganda de refrigerantes.
  • A morte é nossa única certeza.
  • A religião é o ópio do povo.
  • A corda sempre partirá do lado mais fraco.

Pessimismo! Medo! Desesperança!

Seria melhor esquecer tudo na drogadição e no prazer fácil?
Aproveitar a vida que, afinal, pode ser que seja apenas uma só?

Contudo, reflete levemente e perceberás que os trânsfugas do dever, acolhidos à negação e infantilizados no medo, simplesmente desfrutam a paz aos entrevados e a alegria dos loucos.” – adverte Emmanuel

64-Luz2Nós, que temos tantas provas da realidade além-túmulo, que temos tantas orientações sublimes, que já nos deparamos tantas vezes com fenômenos e situações claramente apontando a eternidade de nossa evolução … não nos deixemos envolver!

Oremos por estes irmãos que ainda patinam na infância do entendimento e sigamos.

Na escuridão mais espessa, acende a chama da prece, e, onde todos se sentirem desalentados, fala, sem revolta, a palavra de esperança que desenregele os corações mumificados no desconsolo.

Um gesto de bondade sobre a agonia de alguém que oscila, à beira do abismo, e uma gota de bálsamo espremida com amor numa ferida que sangra bastam, muitas vezes, para renovar multidões inteiras.” – roga-nos Emmanuel.

64-JesusMisericordioso2Perante o transe mais aflitivo, paciência!
Perante insensatos e desvairados, paz e harmonia interior!

Sempre poderemos apagar o mal e fazer o bem, mesmo quando envolvidos na mais odiosa situação.

Criatura alguma, na Terra, escapará da grandeza fatal da justiça e da morte; no entanto, sabemos todos que a justiça, por mais dura e terrível, é sempre a resposta da Lei às nossas próprias obras, e que a morte, por mais triste e desconcertante, é sempre o toque de ressurgir.” (Emmanuel)

==&==

Leitura da Questão: O Céu e o Inferno (CI)
Primeira Parte – Doutrina
CAPÍTULO VI – DOUTRINA DAS PENAS ETERNAS

ARGUMENTOS A FAVOR DAS PENAS ETERNAS

13. — Deus é soberanamente justo. A soberana justiça não é inexorável absolutamente, nem leva a complacência ao ponto de deixar impunes todas as faltas; ao contrário, pondera rigorosamente o bem e o mal, recompensando um e punindo outro equitativa e proporcionalmente, sem se enganar jamais na aplicação.

Se por uma falta passageira, resultante sempre da natureza imperfeita do homem e muitas vezes do meio em que vive, a alma pode ser castigada eternamente sem esperança de clemência ou de perdão, não há proporção entre a falta e o castigo — não há justiça.

Reconciliando-se com Deus, arrependendo-se, e pedindo para reparar o mal praticado, o culpado deve subsistir para o bem, para os bons sentimentos. Mas, se o castigo é irrevogável, esta subsistência para o bem não frutifica, e um bem não considerado significa injustiça. Entre os homens, o condenado que se corrige tem por comutada e às vezes mesmo perdoada a sua pena; e, assim, haveria mais equidade na justiça humana que na divina.

Se a pena é irrevogável, inútil será o arrependimento, e o culpado, nada tendo a esperar de sua correção, persiste no mal, de modo que Deus não só o condena a sofrer perpetuamente, mas ainda a permanecer no mal por toda a eternidade. Nisso não há nem bondade nem justiça.

*** Curiosidades ***

– A primeira figura dessa meditação é de uma materialização do espírito Emmanuel, onde o médium foi Chico Xavier. Contam que Chico ficou maravilhado com as materializações feitas pelo médium Peixotinho no Grupo Espírita André Luiz, no Rio de Janeiro. Voltou para casa com a firme intenção de repetir o efeito mediúnico. E assim fez por certo período, tendo sempre um pequeno grupo como assistência. Por fim, Emmanuel determinou que deveriam interromper as sessões, uma vez que era esforço demasiado para resultados pequenos e que um livro sempre oferecerá resultados bem mais extensos.

– A internet trouxe novas relações sociais, trouxe grande liberdade de expressão, trouxe velocidade e facilidades antes desconhecidas. Trouxe, porém, novas armadilhas, novas tentações e novos riscos.  Um aspecto dos mais graves é a nova cultura do medo que muitas notícias mentirosas buscam instigar. O que era apenas antigos contos fantasiosos recontados sob o calor das fogueiras, como a Mula Sem Cabeça, o Velho do Saco, a Mulher Fantasma nas Escolas, viraram hoje, com novas roupagens, verdadeira tortura mental para muitos que apenas creem, sem fazer a mínima verificação. Visando apenas o repasse de alguma trama criativa, mentes nefastas criam situações absurdas e garantem que ocorreu em tal data, que a Empresa Tal pede prevenção, que devemos proteger nossa família e amigos repassando.
Medo! Mentiras! Vez por outra, vejo palestrantes e grupos sérios recontando fatos descritos na internet que não cuidaram de ratificar e que são falsos.

– Gostei muito da análise de Kardec (vide acima): se uma punição é irrevogável, como em exemplo uma condenação ao Inferno, o arrependimento de nada adianta para tal pena. Logo, penas irrevogáveis leva-nos a permanecer no mal. Deus, então, teria criado um ser para sofrer eternamente e ser mal pela eternidade? Isso é um atributo de um Ser todo  perfeito? Claro que não!

– Pessimismo, assim como a fofoca, é um vício. Cada vez que bebemos de suas águas, fechamos nossas portas para a alegria de viver e semeamos (em nós e no mundo) o desespero, a grande via para a desesperança, para a depressão e para o suicídio.
Todo grande sentimento foi, um dia, uma pequena escolha, onde decidimos por sermos felizes ou não. Até mesmo na hora das brincadeiras …

– Perceberam minha dificuldade em reescrever esta meditação?
Essa foi bem difícil!

Anúncios

4 respostas para 64-Caminha!

  1. Dani de Faria disse:

    Querido,
    Agradeço por confiar em meu humilde conhecimento teológico (não apenas da doutrina espírita, como sabeis).
    Contudo, (e com todo respeito a sua bela iniciativa ao criar o blog, por favor. Não me intérprete mal) os suscintos comentários que faço é apenas para que fique registrado minha opinião. É apenas uma opinião. Não acredito que seja necessário explicar uma opinião. Me perdoe se estou sendo rude.

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Lorinha,
      Sempre gosto muito quando vc comenta.
      Realmente, não há necessidade de explicações maiores.

      Foi só uma tentativa minha, em voz alta, de dar forma prática ao que seja “nos abandonar” em Jesus.
      Certamente, vc sabe o que significa, mas ficou obscuro para mim que conheço menos dessa parte teológica.
      Muito beijinhos e obrigado.
      Inacio

  2. Dani de Faria disse:

    Vamos simplesmente viver da melhor maneira que pudermos. Se devemos ter a simplicidade de uma criança para entrar no reino de Deus. Se Jesus é infinitamente misericordioso (como em uma das fotos acima….vamos nos ABANDONAR nele. Simples assim!!!

    • inacioqueiroz disse:

      Muito legal esse comentário, loirinha.
      Nos abandonar em Jesus seria confiar nele e buscar cumprir o que ele nos pede.
      Confiar em Jesus como uma criança confia e obedece seus pais.
      Seria isso? Isso é lindo!

      Obrigado e bjins.
      Inacio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s