49-Mega-Sena Acumulada

* Referência: Capítulos do Livro Seara dos Médiuns – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do Livro dos Médiuns (LM) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 49-Tesouros Ocultos)
Reunião pública de 4-7-60
Questão LM no.295 inciso 30.

Alguma vez já te passou o pensamento:
Se eu ganhasse aquele prêmio em dinheiro, eu juro que ajudaria muita gente, daria metade para instituição tal e faria muita gente feliz” ?

Ou então o desejo oculto:Amigos espirituais, se eu conseguir mudar para este novo super emprego, usarei o excelente salário para confortar quem precisar de mim! Por favor !!!!“.

Estas são as versões renovadas para uma idéia muito antiga.

Diz-nos Emmanuel, no ano de 1960: “Ainda existe quem se dirija aos companheiros desencarnados, perguntando por tesouros ocultos“.

Nessa grande noite vivida pela humanidade, muitas fortunas foram enterradas em paredes, botijas, cofres secretos, na esperança de serem recuperadas após a saída dos invasores.

E muitas permanecem lá, escondidas, esquecidas, esperando.

Ainda hoje, muitos irmãos, sequiosos pelas vantagens que a espiritualidade pode lhes trazer, sonham com tesouros escondidos.

Oram por números de loterias, se ajoelham humildemente pedindo vantagens nos negócios, fortunas que parecem nunca serem desenroladas pela Justiça, heranças que motivam brigas e discussões entre familiares.

E são muitos os neófitos que espremem a mediunidade em nome da usura.

Mas os mentores espirituais, atentos às necessidades eternas de nossa caminhada, sabem que a distância entre a facilidade e o crime é muito pequena.

E velam para que o caminho seja abençoado pelos dons do trabalho.

***

Cada criatura humana surge do berço para descobrir os talentos que traz, independentemente da fortuna terrestre, a fim de ajudar aos outros, valorizando a si mesma” – alerta Emmanuel.

Marido e mulher descobrem a felicidade impagável do lar quando este é cercado pelo divino amor, onde tesouros da alma brotam incessantemente.

Como valorar os ensinamentos de um professor que redefiniu a vida de um aluno, ao encantar-lhe com um conhecimento novo?

As letras do alfabeto, disponíveis para todos, se recombinam nas mãos respeitáveis do escritor e do poeta, produzindo o livro nobre, farto de progresso e consolação.

As notas musicais desconhecem o dinheiro. Mas quem ainda não se pegou em lágrimas quando bafejado pela arte de um músico inspirado?

Somente o trabalho consegue formar os verdadeiros tesouros da vida” – afirma Emmanuel.

E falamos aqui do trabalho digno, aquele que oferece frutos de elevação e de paz para o mundo.

Lembremos que também há trabalho no tráfico de drogas, há trabalho na exploração de mulheres e de crianças, há trabalho para desviar recursos e para viciações diversas.

Nosso plantio precisa ser bem acompanhado, uma vez que nos assevera o Mestre Jesus:
Porque onde estiver vosso tesouro, aí estará também vosso coração.” (Mt 6:21)

E as palavras do Mestre divino tanto se referem às claridades do bem, quanto às sombras do mal.” (Emmanuel)

==&==

Leitura da Questão: Livro dos Médiuns (LM)
CAPÍTULO XXVI
PERGUNTAS QUE SE PODEM FAZER AOS ESPÍRITOS

295. Perguntas sobre tesouros ocultos

30ª Podem os Espíritos fazer que se descubram tesouros?

“Os Espíritos superiores não se ocupam com essas coisas; mas, os zombeteiros freqüentemente indicam tesouros que não existem, ou se comprazem em apontá-los num lugar, quando se acham em lugar oposto. Isso tem a sua utilidade, para mostrar que a verdadeira riqueza está no trabalho. Se a Providência destina tesouros ocultos a alguém, esse os achará naturalmente; de outra forma, não.”

31ª Que se deve pensar da crença nos Espíritos guardiães de tesouros ocultos?

“Os Espíritos que ainda não estão desmaterializados se apegam às coisas. Avarentos, que ocultaram seus tesouros, podem, depois de mortos, vigiá-los e guardálos; e o temor em que vivem, de que alguém os venha arrebatar, constitui um de seus castigos, até que compreendam a inutilidade dessa atitude. Também há os Espíritos da Terra, incumbidos de lhe dirigirem as transformações interiores, dos quais, por alegoria, hão feito guardas das riquezas naturais.”

NOTA. A questão dos tesouros ocultos está na mesma categoria da das heranças desconhecidas. Bem louco seria aquele que conteste com as pretendidas revelações, que lhe possam fazer os gaiatos do mundo invisível. Já tivemos ocasião de dizer que, quando os Espíritos querem ou podem fazer semelhantes revelações, eles as fazem espontaneamente, sem precisarem de médiuns para isso. Aqui está um exemplo: Uma senhora acabava de perder o marido, depois de trinta anos de vida conjugal, e se encontrava prestes a ser despejada do seu domicílio, sem nenhum recurso, pelos enteados, para com os quais desempenhara o papel de mãe. Chegara ao cúmulo o seu desespero, quando, uma noite, o marido lhe apareceu e disse que ela o acompanhasse ao seu gabinete. Lá lhe mostrou a secretária, que ainda estava selada com os selos judiciais, e, por um efeito de dupla vista, lhe fez ver o interior, indicando-lhe uma gaveta secreta que ela não conhecia e cujo mecanismo lhe explica, acrescentando: Previ o que está acontecendo e quis assegurar a tua sorte; nessa gaveta estão as minhas últimas disposições. Deixei-te o usufruto desta casa e uma renda de… Depois, desapareceu. No dia em que foram levantados os selos, ninguém pôde abrir a gaveta. A Senhora, então, narrou o que lhe sucedera. Abriu-a, de acordo com as indicações de seu marido, e lá estava o testamento, conforme ao que ele lhe anunciara.

*** Curiosidades ***

-Já imaginou quantas pessoas buscaram os espíritos procurando por tesouros enterrados? A botija de ouro tornou-se famosa devido às guerras civis. Antes de abandonar uma região, a família juntava todo patrimônio excedente em uma ou mais botijas, enterrava e fugia. Muitas nunca foram resgatadas. Isso caiu no imaginário popular e despertou inúmeros “caçadores de tesouros”. Também desperta a ambição de médiuns iniciantes, que desejam não só os tesouros enterrados, mas ainda os números da Mega-Sena (um tipo de loteria que premia quem acerta os 6 números sorteados), a milhar do Jogo do Bicho, o cavalo ganhador do páreo e outras fontes de riqueza fácil.

-Não consideramos errado desejar enriquecer. Quando bem administrado, o dinheiro oferece sustento a milhares de pessoas. Pensemos em quantas pessoas conseguem manter suas casas pelo desejo de sucesso do empresário Silvio Santos, por exemplo? Mas, assim como alguns promovem o sustento de muitos através da riqueza bem administrada, outros tantos se afundam pesadamente no vício, no ócio, no crime, nas ditas “facilidades” que o dinheiro é capaz de trazer. Seja pobre, seja rico, ninguém fica isento da Lei do Trabalho. (Vide Livro dos Espíritos, Parte Terceira, Capítulo III).

-“Porque onde estiver vosso tesouro, aí estará também vosso coração”.
Isto me lembra um conto onde um eremita de grande conhecimento foi convidado para visitar um Rei erudito em seu palácio. Levou sua única coberta, um cajado e um manto açafrão usado para rituais. Chegando no palácio real, foi recebido pelo Rei com extrema alegria. Deixou seus pertences em um quarto e foi convidado a passear com o Rei pela grande herdade. Tudo muito bem tratado, muitos empregados, muita fartura. O Rei era chamado para resolver situações a cada 10 minutos, mas, para todos respondia que estava ocupado, que resolveria só após a importante conversa.
Poucas horas conversando, um grande incêndio atinge parte do palácio. Todos buscam o Rei para saber como agir, mas o Rei respondia o mesmo: só após a importante conversa. Nisso, o velho eremita interrompe o Rei e pede para se ausentar.
O Rei questiona: por que?
O eremita responde: “preciso verificar se o incêndio atingiu meus pertences“.
E retirou-se apressadamente.

-Chico Xavier recebeu algumas doações e heranças de grande soma. Sempre foram repassadas imediatamente. E algumas foram objeto de grande dissabor para o médium.
Li certa vez que uma senhora deixou-lhe uma fazenda. Quando ele tentou repassar a herança, um grupo que ele pertencia protestou, visto que poderiam ajudar centenas de pessoas com o dinheiro da fazenda. Ele impôs, então, a seguinte condição: a fazenda fica com o grupo, mas eu saio do grupo. E o grupo aceitou.
Outro momento difícil foi a herança deixada pelo empresário Frederico Figner, conhecido pela alcunha de Irmão Jacob no livro “Voltei!”. Quando Chico encaminhou a herança deixada, recebeu várias acusações. Mas manteve-se firme, vivendo apenas com o necessário e dividindo conosco seu mais importante tesouro: as bênçãos do Céu.

24 respostas para 49-Mega-Sena Acumulada

  1. Josiane disse:

    Por favor preciso muito de ajuda quero ganhar na mega me ajuda por favor ,co.o faço para sonhar com os numeros que vao ser sorteados?

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Josiane,
      Tudo é questão de merecimento.
      Se o seu envolvimento com o amor ao próximo for tão intenso que justifique o premio para os inumeros a quem vocẽ ama, se essa benção for resultar em grandes beneficiados que também assim o merecem e se tanto não for motivo de grande queda moral para você e para outros, vc tem chances.
      Mas não é comum!
      Se fosse algo comum, inúmeros sensitivos já teriam ganho tais premios.

      Do contrário, o momento de colocar esse evento em sua caminhada já passou, que foi na hora de planejar esse seu novo encarne.
      Como não temos consciẽncia do que foi tratado nesse momento do reencarne, vale tentar.

      Mas os espíritos sempre preferem que as habilidades dos encarnados se desenvolvam nos dons do trabalho em vez de coloca-lo em grandes tentações perante as fortunas adquiridas por acasos da sorte (ou do azar!)
      Boa sorte para vc!!

  2. elizabete rodrigues disse:

    Chico me da uma luz me diga os numeros da mega sena pra eu sair di sufoco

  3. Sandro disse:

    Como faço pra sonhar com numeros

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Sandro,
      Antes de dormir, leia o livro “O Homem que Calculava” de Malba Tahan. Terá maior possibilidade de um sonho recheado de números. E, se assim importar aos espíritos, entre eles surgirá os números que realmente importam para essa sua atual encarnação.
      Abração,
      Inacio

  4. Edwin disse:

    Prefiro ter um câncer dentro de um palacete a passar pela mesma enfermidade em uma fila do SUS. É claro que tenho família, amigos, amor pelos animais e pela natureza, sem os quais dinheiro nenhum faria sentido. Mas ganhar uma Mega Sena acumulada, comprar uma mansão à beira mar em Florianópolis, pôr um Jaguar na garagem, e poder ajudar muitas pessoas e animais de rua, seria algo realmente magnífico. Às vezes eu até penso: “Daria até minha alma para viver uma vida assim”.

    • inacioqueiroz disse:

      Não se preocupe, Edwin, vc vai ter uma vida assim.
      Não sei se será nessa vez, mas todos passaremos pelos prazeres e dores do mundo até atingirmos o conhecimento perfeito, o sentimento perfeito e a moral perfeita.
      Como nos disse Kardec, esses são os 3 grupos de perfeiçoes que estão logo acima do nosso plano atual e que nos cabe atingir.
      E, para chegar lá, vivenciar, experiênciar, sentir e meditar são condições obrigatórias.

      Ah, em qqer das duas condições, riqueza e SUS, eu prefiro não ter o câncer.
      E tenho certeza que muitos trocaram seus palacetes para curar algum câncer, seja seu ou de alguém querido, e muitos não tiveram sucesso na cura, nem mesmo entregando tudo o que tinham.

      Abração,
      Inacio

  5. Lorena Mirela disse:

    Não acho que seja nenhum pecado , ou algo considerado errado pedir aos guias e amigos espirituais que nos ajudem com um “tesouro”, ate pooq sao eles quem vêem nossas dificuldades, nossos corações e pensamentos, pro mal ou pro bem, e se voce for digno de tal bênção, e fizer por onde, esse “tesouro” será seu, com ajuda dos amigos espirituais, ou ate mesmo de Deus.

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Lorena,
      De fato, os espíritos nos mostram que o merecimento existe a todo tempo como fator determinante.
      “Pedi e obtereis”, nos disse o mestre Jesus.
      A questão é sempre: o que pedir?

      Quando criança, nós pedíamos guloseimas e nossos pais nos davam dentro de um limite que não nos fizesse mal.
      Da mesma forma, nós pedimos recurso e Nosso Pai nos oferece dentro de um limite que não nos faça mal.

      Assim como o objetivo da guloseima não era saciar a gula, mas sustentar o corpo, o objetivo do recurso não é o deleite do supérfluo, mas a manutenção do necessário. Saber qual é esse “necessário” tem sido nosso grande desafio.

      Nesse ponto, nossos melhores exemplos são: o próprio Jesus, Francisco de Assis e Chico Xavier.
      Eles souberam manter-se com o necessário.

      Obrigado pela reflexão.
      Inacio

  6. Que texto lindo. Bem elaborado e deveras sensato no que concerne à sua correlação com a Doutrina e seus princípios como a Lei do merecimento. Por vezes muitos de nossos irmãos sofrem quando se trata de lidar com o dinheiro. Perdi meu pai ha dez meses e recebo pensao por morte (ate o ano que vem) e mesmo eu que venho estudando e me apaixonando pela doutrina espirita me vejo em dificuldade para tomar decisoes sensatas com a quantia, perguntando-me, nao raro, sobre qual seria a decisao correta a se tomar com o dinheiro, se seria guarda-lo com o intuito de me assegurar um futuro um pouco melhor e que me torne apto a ajudar com mais eficiencia meus semelhantes ou fazer doações com a pensao. Nao raro oro para que Deus me envie bons espiritos para me incitarem boas intenções e jamais me ver dominado pelo dinheiro. Agradeceria por sugestoes suas, Inacio, e muito obrigado pelo texto lindo. Paz e Luz a todos

    • inacioqueiroz disse:

      Oi André,
      Nossa gratidão maior aos mentores espirituais Chico Xavier e Emmanuel, fonte verdadeira dessas ideias luminosas.

      A vida costuma nos indicar a melhor forma de investir os bens que nos são confiados.
      Quando pedimos aos amigos espirituais com sinceridade, as oportunidades surgem espontaneamente.

      Logo, continue em suas orações, faça contato e junte ombros com os grupos de caridade. E aguarde.
      Quando vc menos esperar, o destino ideal para os seus recursos irá surgir e vc estará trocando um excesso daqui da Terra por um tesouro do Reino dos Céus.

      Abraço forte,
      Inacio

    • maria socorro mendes disse:

      andré eu aceita uma parte desse dinheiro vai te fazer bem.

      • inacioqueiroz disse:

        Oi Maria,
        Será que irá TE fazer bem receber tal compromisso?
        Junto com todo recurso, sempre virá a dívida perante a Lei Divina.
        E essa tem formas inusitadas de ser quitada.
        “Cuidado com o que pedimos … ” – diz a sabedoria popular.
        Abração,
        Inacio

  7. Ana Silva disse:

    Pois é. O dinheiro pode trazer muitas coisas boas: é um presente da vida para que possamos desenvolver o nosso trabalho no bem. Eu acho muito importante a gente procurar ganhar dinheiro – enquanto a vida nos dê saüde. Como moeda corrente é necessário que circule ao máximo favorecendo o maior número de pessoas possível. O dinheiro é uma benção. Arregacemos as mangas a fim de manter está corrente do bem sempre em movimento.

    • inacioqueiroz disse:

      Sua visão é corretíssima.
      A questão é que muitos não vêem o dinheiro como meio, mas como fim.
      Eles deixam de possuir dinheiro para serem possuídos pelo dinheiro.
      E começam a fazer barganha com a espiritualidade em nome da riqueza.
      Como o dinheiro deverá sempre ser o retorno natural do esforço, cabe aos bons espíritos buscar esclarecer.

      Dinheiro é sempre uma consequência de esforços empregados.
      Se assim não for, vira karma.

      Abração e obrigado pelos muitos comentários pertinentes.
      Inacio

  8. Nscs somos a prova de que isso nsSo sPverdade, pois ssc no Rio de Janeiro existem insjmeras meninas com 1.

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Emma,
      Não entendi bem seu comentário, principalmente porque os acentos ficaram “prejudicados”.
      Vc disse: “Nós somos a prova de que isso não é verdade, pois no Rio de Janeiro existem inúmeras meninas com 1.”
      Estava se referindo a que precisamente? Algum trecho da meditação que vc não concorda?
      Não consegui entender o contexto da afirmação.
      Obrigado pelo carinho.

  9. Nelma disse:

    Perfeito para reflexão. Enquanto perdemos um tempo precioso “sonhando” com facilidades, colocando nosso desejo a serviço do “acaso”, deixamos de trabalhar na busca do essencial, no aproveitamente do agora, do hoje. Não vemos quanta felicidade existe no fato de termos a oportunidade da vida na carne, a qual devemos aproveitar, com alegria em todos os momentos, pois todos os momentos nos ensejam a oportunidade de aprender e servir.

    • inacioqueiroz disse:

      Grande verdade. A gente passa a ver o dinheiro não como um caminho para nos facilitar, mas como um objetivo.
      E isso é uma grande ilusão, porque dinheiro não se come, não se bebe, não cura, não faz nada além de auxiliar.

  10. Luana disse:

    Receber uma quantia inesperada, seja por jogo ou herança, talvez seja uma das mais difíceis provas a que podemos ser submetidos, exatamente pelo seu teor mundano. Mas devemos lembrar que certamente muito poderia ser feito se tal valor cair nas mãos de quem já possue valores éticos e princípios morais.
    O sofrimento nos incita à reflexão. Mas não podemos esquecer que os caminhos largos e floridos, embora mais tentadores, são igualmente bons caminhos e também nos levam a Deus, se soubermos trilhá-los com dignidade e amor.
    Beijão!

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Luana,
      Vou me basear no que tenho observado de espíritos luminares.
      Quando eles recebem grandes somas, eles tratam de se desfazer RAPIDAMENTE.
      Quase como se fosse uma doença, algo ruim.
      Hoje eu entendo: não temos como possuir algo sem aquele algo nos possuir.
      E dinheiro atrai interesses escusos de terceiros.
      Sem contar que, quando deixamos de ver o dinheiro como meio e vemos como fim, mergulhamos numa grande armadilha.
      Enfim, é um terreno muito perigoso!
      Beijão ….

  11. Acredito ser uma prática que aprendemos desde criança, a pedir aos céus, para que nossos desejos sejam atendidos. Quando crescemos, continuamos coma prática errada.
    O artigo nos leva a reflexão.

    • inacioqueiroz disse:

      Verdade. Afinal, não é errado pedir.
      O próprio Jesus recomenda: “Pedi e obtereis”.
      O texto nos convida a repensar o que pedimos, considerando os novos valores que adquirimos agora.
      Valeu pelo comentário.
      Brigaduuuu ….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s