68-Precisamos…

* Referência: Capítulos do Livro Seara dos Médiuns – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do Livro dos Médiuns (LM) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 68-Sabes)
Reunião pública de 16-9-60
Questão LM no.226 inciso 3.

—Senhor, o que queres de mim! — muitas vezes fiz esta rogativa sob aflição.

No silêncio da sala de Passes, perante uma bela cruz de madeira, eu não soube ouvir Suas palavras.

Mas não significa que as palavras Dele não estavam lá comigo, naquele momento que tanto precisei.

Todos nós, na assimilação da idéia espírita, recebemos uma luz alimentada pela essência do Evangelho.” — alerta-nos Emmanuel

A virtude da luz é iluminar, dar-nos compreensão.
Todos dispomos, assim, da habilidade superior do entendimento para o bem do verdadeiro auxílio.

Logo, jamais poderemos alegar que não temos orientação.

Sob a luz do Evangelho, os sinais de orientação acendem e indicam sempre nosso roteiro.

Aprendemos, por exemplo, que não só estamos colhendo o ontem, mas semeamos hoje o nosso amanhã.
Que amanhã eu desejo para mim mesmo? — preciso me perguntar!

Descobrimos que o parente difícil é a dívida que espertamente adiei para além-túmulo.
E, um dia, terei que aprender qual o preço por embaraçar a vida de alguém.
Até quando adiarei minhas dívidas com a vida? — preciso me questionar!

Estudamos obsessões sombrias, seus efeitos e medicações. E sofremos ofensas, calúnias e perseguições em nossas vidas para descobrir na prática se aquilo que ensino aos outros é uma verdade em meu interior.
Eu tenho vivenciado aquilo que cobro dos outros? — preciso me testar!

Admiramos almas grandiosas que fazem trabalhos magníficos carregadas de dificuldades e tristezas. São as dificuldades que as mantém nos trilhos da disciplina e da humildade.
Eu tenho sabido bendizer as minhas dificuldades? — preciso meditar!

Alertamos ao vulgo que a irmã dor é nossa amiga. Ela nos afasta dos precipícios da ignorância pela nossa necessidade de encontrar alívio.
Eu tenho transformado minhas dores em aprendizado? — preciso ser sincero!

Unge-te, pois, de caridade e de paciência, se aspiras a executar o que deves.
O preço da vitória chama-se luta.” – roga-nos Emmanuel.

Agasalhados pela Doutrina Espírita, temos noção clara do que ocorre ao nosso redor. Caminhemos juntos, então, atravessando os percalços, rumo às Esferas Superiores.

A subida irá cansar, irá aborrecer, a cruz pesará.
Mas vamos nos guardar das lamentações e continuemos juntos.

Usar palavras, sim, como orações e bênçãos pelos caluniadores e perseguidores.

Eles precisarão de muitas.

Quantos julgavam haver aniquilado o Cristo, no alto de um monte, apenas conseguiram transformá-lo em baliza de luz.”  (Emmanuel)

==&==

Leitura da Questão: Livro dos Médiuns (LM)
CAPÍTULO XX
DA INFLUÊNCIA MORAL DO MÉDIUM
Questões diversas. – Dissertação de um Espírito sobre a influência moral.

226. 3ª Os médiuns, que fazem mau uso das suas faculdades, que não se servem delas para o bem, ou que não as aproveitam para se instruírem, sofrerão as conseqüências dessa falta?

“Se delas fizerem mau uso, serão punidos duplamente, porque têm um meio a mais de se esclarecerem e o não aproveitam. Aquele que vê claro e tropeça é mais censurável do que o cego que cai no fosso.”

*** Curiosidades ***

-Na verdade, a vida está o tempo todo nos dizendo para onde devemos seguir.
Como? Ela facilita nossa ação para um lado e dificulta para outro.
Sabe quando a gente se esforça horrores para algo acontecer e parece que nada funciona? Pois é!

-Então, uma grande amiga me perguntou:
Como fica a questão de “lutar pelos sonhos”?
Ninguém está mandando desistir deles. Mas, naquele momento, a vida está pedindo uma volta maior ou mais merecimento para que possamos chegar onde queremos.
Mesmo que esta volta precise de mais uma encarnação para terminar…

-Por fim, a pior situação é quando decidimos conscientemente deixar nossos sentimentos desajustados sem freios. Nessas horas, criamos embaraços que irão nos perseguir por décadas, até mesmo séculos.
Os espíritos nos dizem que há companheiros de litígios que estão aguardando, faz séculos, apenas para poder dizer um ao outro: Perdão!
E, como nos diz os espíritos, por vezes custa ESFORÇO TÃO PEQUENO para evitar !!!

-Um abraço carinhoso para meu amigo Luiz Cláudio (e sua adorável esposa Márcia), que ao longo desses anos, vêm sempre me lembrando o quanto “Precisamos !”.
Os anjos do Senhor também estão sobre a Terra.
Sim, nós os chamamos de “amigos“.

Anúncios

19 respostas para 68-Precisamos…

  1. Augusto Cesar Borges disse:

    Sinopse interessante. Bem articulada. Obrigafo

  2. Claudie Lopes disse:

    Sim…eu sei…e por isso mesmo disse que estava inspirado por ter colocado a situação dessa forma clara e profunda. Sei quanto dói. Mas vc tb está fazendo sua parte. Fique em paz. Um bjo.
    🙂

  3. Claudie Lopes disse:

    E ainda temos muitos precisamos…precisamos lutar, precisamos acreditar, precisamos ousar, precisamos ter fé…e precisamos agradecer!! Essa fé maravilhosa que nos dá bases espirituais e racionais, que facilitam nosso acreditar, mesmo em águas turbulentas…Bjus! O:)

    • inacioqueiroz disse:

      Estamos inspirados …. rsrsrs
      Bjs …
      A carinha é assim mesmo O:) ?
      Não deveria ser :O)
      Fiquei confuso … rsrsrs
      Precisamos entender.

      • Claudie Lopes disse:

        Rsrsrs…Essa carinha é um anjinho…que nem eu!!!
        Gostei MUITO disso:” Mas está nítido que a vida espera dele um ajuste com compromissos mais importantes e antigos do que este sonho…. a justiça divina não está priorizando esta colheita agora.
        A outra é bem mais importante e significará uma época futura de paz para ele.”
        Muito bom!! E eu é que estou inspirada!!! Bjos 🙂

      • inacioqueiroz disse:

        Ah, a bolota então é uma auréola e não um nariz ? rsrsrsrs

        Vc sabe o quanto esta situação do meu irmão bate fundo em mim.
        Mas, como vc mesmo disse, a doutrina nos ajuda MUITA COISA.
        Beijão …

  4. Claudie Lopes disse:

    Disponha!! Quando precisar…rsrsrs
    🙂 Bjus!

  5. “-Na verdade, a vida está o tempo todo nos dizendo para onde devemos seguir.
    Como? Ela facilita nossa ação para um lado e dificulta para outro.
    Sabe quando a gente se esforça horrores para algo acontecer e parece que nada funciona?” Pois é… Pois é… E aí, meu livre arbítrio foi pro saco pq não sei como agir nem pra que lado vou, nem se vale a pena lutar. Se vou, não tenho e continuo precisando…. Acho que essa tua amiga aí, a dos sonhos, a conheço de algum lugar… 😦

    • inacioqueiroz disse:

      Esta situação é comum a muitas pessoas.
      Tem relaçao com aquela máxima: a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.

      Vou pegar um caso bem grosseiro para tentar ser claro.
      Meu irmão sempre gostou de violão desde criança.
      Minha mãe comprou mais de 1 violão, comprou guitarra elétrica, matriculou ele em aula, nada funcionou.
      Ainda assim, ele pegava o violão (ou a guitarra), fazia meia dúzia de PLAM, PLAM,PLAM e perguntava “Gostaram ?”.
      Por carinho a ele, sempre dizíamos que sim, mas não tinha música ali.
      Tudo piorou mais ainda quando ele teve o surto psicótico e passou a ter que tomar remédios pesados.
      Ele continua o PLAM, PLAM, PLAM dele, principalmente quando chega visitas, e todos elogiamos.

      Ele é proibido de sonhar em ser um violonista? Não.
      Mas está nítido que a vida espera dele um ajuste com compromissos mais importantes e antigos do que este sonho.
      Quando toda esta grande trama terminar, ele estará limpo e poderá se dedicar ao violão com melhor condição.
      Mesmo hoje ele pode se dedicar e irá colher no futuro, mas a justiça divina não está priorizando esta colheita agora.
      A outra é bem mais importante e significará uma época futura de paz para ele.

      Nosso problema é que estamos limitados a visão de uma encarnação.
      Mas a vida nos sinaliza sobre o que deixamos para trás, em pequenas coisas.
      Compliquei? Bjs …

      • Não complicou. A vida é que é complicada mesmo.
        E o cara que sofre um acidente de carro e fica paraplégico? E aí se torna campeão de paraolimpiada? O ex-BB aconteceu isso com ele. Um cara LINDO, modelo, totalmente saúde, esportista. Bateu com o carro e se ferrou. Ficou numa cadeira de rodas pra sempre. Mas… superou e agora é campeão paraolímpico e se diz muito mais feliz. Então, pra ele, o que deveria ter feito? Ficado sentado na cadeira chorando as mágoas? Não. Ele superou tudo. Admiro muito isso e admiro muito gente com esse elã pra vida! Mas e aí? A semeadura dele foi livre e a colheita obrigatória. Ele teve um resgate a fazer. Mas….. MESMO ASSIM… ele se tornou um campeão da vida.

        Então, pq ele não pode ser campeão de remo? pq não poderia ter sonhado isso? Sonhou e conseguiu. Pq teu irmão não pode tocar violão? Eu acredito que PODE. Acredito no ser humano. Mas tem coisas que não acontecem e eu não sei pq, mesmo com todo esforço. Não sei o que falta.

        Esse tema é muito complexo pra minha cabeça. Não tenho mais nada a acrescentar…Um dia entendo. Espero.

      • inacioqueiroz disse:

        Mas observa o detalhe: está fora do limite dele ser um campeão olímpico (somente paraolímpico) ou um ganhador do BBB. A vida fechou e abriu portas para ele e ele as aproveitou como pode.
        O problema é quando ficamos parados diante de uma porta fechada, reclamando da vida.
        Meu irmão tem sido feliz como pode, compreende?
        Ele pode ainda nessa vida ser um violonista? Só depende dele.
        Tem recursos adormecidos dentro dele capazes de fazer milagres.
        Basta despertar.
        Mas qual a prioridade que a vida está impondo para ele? Viver a limitação.
        Ele precisa descobrir que rumo pretende dar com isso que a vida trouxe.
        E isso acontece com todos nós, com situações muito sutis.

        A arte é ser feliz com aquilo que a vida nos oferta e
        com a confiança de que podemos sempre mais..

        Realmente, é um assunto muito extenso.
        Abração…

    • Complementando. Acredito MUITO na superação de tudo nessa vida. Me comovo em ver pessoas que perderam TUDO dando a volta por cima. A mulher que foi queimada pelo namorado e hoje em dia coordena um trabalho com queimados e virou referência. Admito muito essas pessoas, que não se acomodam com os limites que a vida dá. Me inspiro nelas e desejo ser um igual. Quanto ao teu irmão, ele não precisa subir num palco pra se apresentar, mas ele pode SIM tocar um violão, sentir a alegria que isso representa pra ele, pode usar isso até terapeuticamente (arteterapia), pode muitas coisas. Não desejo pensar nele como alguém limitado. Desejo que ele SE SUPERE. Ele e todas as pessoas que passam por coisas assim. Acredito no livre-arbitrio das almas e na lei de deus, que nos dá oportunidades de mudar. Se tudo fosse determinado rigidamente, seria tudo muito inútil no meu ver. É isso que eu acredito. Se eu estiver errada, quando chegar do lado de lá, vou descobrir… bjs pra ti. 🙂

      • inacioqueiroz disse:

        Meu amor, observa:
        Em todos os exemplos que vc deu, as pessoas encontraram novos caminhos.
        A superação delas é usar muito bem uma nova oportunidade.
        Essa noção é que muitas vezes nos falta.

        Mas entendo seu ponto de vista.
        Limitação para um lado não significa total limitação.
        Valeu,
        Muitos beijos…

  6. Claudie Lopes disse:

    Uma frase, bem a propósito, procê. Espero que sirva…”Os espíritos protetores nos ajudam com os seus conselhos, através da voz da consciência, que fazem falar em nosso íntimo – mas como nem sempre lhes damos a necessária importância, oferecem-nos outros mais diretos, servindo-se das pessoas que nos cercam.”
    Allan Kardec

  7. Claudie Lopes disse:

    Precisamos!!….Precisamos de tanto!! Precisamos de alento, precisamos de amor, precisamos de coragem, precisamos de compreensão, precisamos muuuuito….e muitas vezes, por tanto precisar, não olhamos em volta e deixamos de perceber o quanto nós podemos ser exatamente aquilo que alguém precisa…nosso abraço, nossa palavra amiga, nossa lembrança…e tb não percebemos que todas as vezes que damos ao outro o que precisa, a vida nos devolve em dobro…quantas oportunidades deixamos de perceber por ficarmos presos nos nossos “precisamos”…
    Nossos desajustes, a vida vai nos ensinando a ajustar…Como bem disse “a vida está o tempo todo nos dizendo para onde devemos seguir….Todos dispomos, assim, da habilidade superior do entendimento para o bem do verdadeiro auxílio.”
    Estamos aprendendo a caminhar…e nesse aprendizado, vamos percebendo que juntos, o fardo fica mais leve…
    Este é o foco:”O preço da vitória chama-se luta.”
    Bjo!

    • inacioqueiroz disse:

      Nossa! Caraca! Caraca!
      Vc resumiu o texto em 2 parágrafos.
      Caraca!
      Vc está ficando super nisso!

      Sua colocação sobre as múltiplas derivações do “precisar” mexeu comigo.
      Eu ainda não tinha visto todas estas vertentes.
      Muito bom.
      Briga-du!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s