76-A Nuvem

* Referência: Capítulos do Livro Seara dos Médiuns – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do Livro dos Médiuns (LM) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 76-Imã)
Reunião pública de 17-10-60
Questão LM no.232.

Perto, muito perto de ti, estão todos aqueles que já te precederam na viagem da morte.” – declara Emmanuel no texto dessa semana.

Se somos 7 bilhões de encarnados, há quem fale de 30 bilhões de espíritos sobre a Terra.
Na boa matemática, teríamos 23 bilhões de desencarnados.
Um verdadeiro mar de espíritos.

O médium Raul Teixeira nos explica em palestra: quem pensa que tem 1 ou 2 espíritos à sua volta, engana-se. Há uma “nuvem” à nossa volta, uns 30 espíritos por encarnado.

Isso, é claro, agrupados em faixas vibratórias.

Assim como nós não os vemos (quase sempre), muitos não vêem uns aos outros.

E qual será a condição moral da nossa “nuvem”?
É uma nuvem de chuvas e trovoadas?
É uma nuvem rosada de uma linda manhã?

Primeiro, temos que avaliar a condição moral do Planeta.
Se nosso planeta vive em paz e fraternidade, é reflexo de uma maioria voltada para o bem.
Como ainda estamos longe disso, podemos dizer que a maioria ainda se compraz no erro.

Segundo, temos que avaliar a quem nós atraímos e repelimos.
A sabedoria “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és” tem aí um efeito associativo em sentido contrário.
Diga-me quem és e eu te direi com quem andas.” – podemos afirmar.

Nós temos dado ouvidos aos apelos daqueles que se sublimaram no suor do serviço pelo bem de todos?
Eles provam que o esforço no bem sempre abre portas para a iluminação.

Ou nos detemos em oportunidades e exercícios de paixões inferiores, que arrastam muitos para furnas sombrias?
Estes retornam chorosos ou revoltados, lamentando o passado ou sequiosos por ainda satisfazer vícios e ilusões.

Temos aqueles que nos ensinam a aprender com nossa dor e com a dor dos outros.
Temos aqueles que visam apenas o próprio prazer e pouco importa os outros.

Alguns, pacientes, convertem espinhos em roseirais eternos.
Outros, desvairados, transformam rosas em duros espinhais.

Mesmo não sendo médiuns ostensivos, é errado quando nos julgamos sem qualquer percepção.
Não somos pedras.

No lar do pensamento, estamos todos juntos.” – diz Emmanuel.

Onde tenho haurido forças para meus objetivos de vida?
Quais raciocínios têm me comandado?
Quais sentimentos têm me guiado ?

Trazes, assim, contigo, o leme do destino escondido na mente, ocultando no peito o impulso que o dirige, porque tudo prospera aos golpes do desejo, e o imã do desejo chama-se coração.” (Emmanuel)

==&==

Leitura da Questão: Livro dos Médiuns (LM)
CAPÍTULO XXI
DA INFLUÊNCIA DO MEIO
 

Questão 232. Fora erro acreditar alguém que precisa ser médium, para atrair a si os seres do mundo invisível. Eles povoam o espaço; temo-los incessantemente em tomo de nós, ao nosso lado, vendo-nos, observando-nos, intervindo em nossas reuniões, seguindo-nos, ou evitando-nos, conforme os atraímos ou repelimos. A faculdade mediúnica em nada influi para isto: ela mais não é do que um meio de comunicação. De acordo com o que dissemos acerca das causas de simpatia ou antipatia dos Espíritos, facilmente se compreenderá que devemos estar cercados daqueles que têm afinidade com o nosso próprio Espírito, conforme é este graduado, ou degradado. Consideremos agora o estado moral do nosso planeta e compreenderemos de que gênero devem ser os que predominam entre os Espíritos errantes. Se tomarmos cada povo em particular, poderemos, pelo caráter dominante dos habitantes, pelas suas preocupações, seus sentimentos mais ou menos morais e humanitários, dizer de que ordem são os Espíritos que de preferência se reúnem no seio dele.

Partindo deste princípio, suponhamos uma reunião de homens levianos, inconseqüentes, ocupados com seus prazeres; quais serão os Espíritos que preferentemente os cercarão? Não serão de certo Espíritos superiores, do mesmo modo que não seriam os nossos sábios e filósofos os que iriam passar o seu tempo em semelhante lugar. Assim, onde quer que haja uma reunião de homens, há igualmente em torno deles uma assembléia oculta, que simpatiza com suas qualidades ou com seus defeitos, feita abstração completa de toda idéia de evocação. Admitamos agora que tais homens tenham a possibilidade de se comunicar com os seres do mundo invisível, por meio de um intérprete, isto é, por um médium; quais serão os que lhes responderão ao chamado? Evidentemente, os que os estão rodeando de muito perto, à espreita de uma ocasião para se comunicarem. Se, numa assembléia fútil, chamarem um Espírito superior, este poderá vir e até proferir algumas palavras ponderosas, como um bom pastor que acode ao chamamento de suas ovelhas desgarradas. Porém, desde que não se veja compreendido, nem ouvido, retira-se, como em seu lugar o faria qualquer de nós, ficando os outros com o campo livre.

*** Curiosidades ***

-Eu separei diversas figuras de nuvens para usar e acabei não usando nenhumazinha! Portanto … vai uma aqui!

-Em alguns filmes do cinema, encontramos cenas de como seria este grande “mar de almas” no plano espiritual.
“Constantine”, “Amor além da Vida” e outros. É interessante quando conseguimos visualizar, de alguma forma, algo que sabemos existir na teoria. Nos dá a real dimensão daquilo que falamos. Vale observar que, se definimos “alma” como “espírito encarnado”, é incorreto nesse caso dizer “mar de almas”. Correto seria dizer “mar de espíritos”, visto que falamos dos 23 bilhões de desencarnados.

-E por haver tantos necessitados de experiências e provas, a reencarnação é fator primordial para os planos da evolução em nosso planeta. Incientes dessa necessidade, as famílias têm cada vez menos filhos.

-Se eu percebi que minha “nuvem” não anda muito branquinha, o que posso fazer para mudar isso?
“Persevera no bem e aguarda que esta luz te penetre profundamente,” nos diz o médium Divaldo Franco.
Toda pequena reunião de estudos, todo pequeno ato de caridade, toda obra que nos espiritualiza, tudo isso são gotas de iluminação para nosso coração e para todo o mundo visível e invisível ao nosso redor.

Anúncios

9 respostas para 76-A Nuvem

  1. William disse:

    Ináciogostei muito do texto,por favor me envie histórias,contos ou casos sobre o tema “Não creais em todo espirito,mas examinai se são de Deus”.
    Meu e-mail é williamvargas@oi.com.br
    Abraços,fique com Deus

    • inacioqueiroz disse:

      Oi William,

      Que bom que gostou.
      O mérito é sempre da dupla Emmanuel / Chico Xavier, a verdadeira fonte dessas idéias.
      Confesso que seu pedido é meio complicado para que eu atenda porque não coleciono contos.
      Eu faço o estudo focado em 1 livro e vou ligando as idéias com as informações que a vida me oferece.

      Para contribuir contigo, tem como pesquisar a obra de Chico Xavier toda em apenas 1 aplicativo.
      Vá no site http://www.ocaminho.com.br/
      Não se preocupe, é limpo e confiável, eu e vários amigos usamos sempre.
      Lá vc pode baixar um aplicativo fantástico com toda obra do Chico, Kardec e Testamentos.
      Vc solicita pesquisa por uma palavra e ele traz todas as ocorrências dela.

      O aplicativo é de graça e, quando expirar o prazo de uso, basta entrar de novo na página e baixar um mais recente tbem de graça.
      Sucesso nos estudos.
      Inacio

  2. Ricardo Salles disse:

    Inácio;
    Considerando que existem 23 bilhões de desencarnados, dá para ter uma noção da importância deste nosso encarne, pois a fila do outro lado deve estar dando voltas.
    abs.
    Ricardo

    • inacioqueiroz disse:

      Bem pior que isso, Ricardo.
      Alguns não conseguirão mais reencarnar antes da “separação do joio e do trigo”.
      Para alguns, a última chance nesse planeta já passou.
      Abração e valeu…
      Inacio

  3. claudie (Di) disse:

    Um dos aspectos mais interessantes desta questão, é que TODOS somos influenciados, uns pelos outros…Sabe quando vemos em desenhos ou filmes aquela pessoa “do bem”, que quando aparece os pássaros cantam, as flores desabrocham, o sol brilha com mais clareza…e, por outro lado, aquelas pessoas “ranzinzas”, que destilam ódio, tristeza e mágoas, e quando chegam em algum lugar, tudo fica sombrio, as flores secam, e as pessoas e animais são tomadas por uma tristeza profunda???
    Pois é, assim é nossa nuvem…nossas companhias são atraídas por nossos pensamentos e sentimentos (e vice-versa), dos mais elevados até àqueles que não temos coragem de confessar a ninguém…Mas…se procuramos nos conhecer, naturalmente saberemos identificar nossas dificuldades e sentimentos, nossas aspirações e inclinações, e saberemos distinguir o que ainda faz parte de nós, e o que pode ser de companheiros espirituais…e podemos modificar nossa conduta para “higienizarmos” nossa sintonia, influenciando positivamente nos que nos rodeiam, e atraindo companhias mais inclinadas ao Bem…
    Lembrei que já tinha visto algo a respeito no LE, e trouxe pra vc: “Allan Kardec no LIVRO DOS ESPÍRITOS na pergunta 919 : “Qual o meio prático mais eficaz para se melhorar nesta vida e resistir ao arrebatamento do mal ?

    Um sábio da antigüidade vos disse: ‘CONHECE-TE A TI MESMO’.”

    Na resposta à pergunta 919-A, feita por Kardec aos Espíritos, SANTO AGOSTINHO afirma : “O Conhecimento de Si Mesmo é, portanto, a chave do progresso individual”.

    AMEI a foto de Jesus orientando o rapaz ao leme…Podemos escolher quem nos serve de bússola…Muitos espíritos mais elevados e amigos tentam, inúmeras vezes, nos dar boas sugestões…mas se teimamos em persistir no caminho mais torto, respeitam nossas escolhas e então acabamos aprendendo pela dor…
    Ótimo texto! Gostei… Bjos!!!

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Di,
      Q bom q gostou. Mérito de Emmanuel, como sempre.
      Essa questão do hálito mental é muito forte nesse contexto.
      Lembro de uma conhecida da família que, enquanto viveu, os cães dela viviam doentes.
      Ela faleceu e os cães sararam;
      Imagina os espíritos que atuavam ali. Credo!

      Muito pertinente a questão 919.
      Foi muito legal esta sua lembrança. Me ensinou algo extra.
      E nos mostra como as idéias de Emmanuel desenvolvem a Codificação.
      Ou seja, Kardec é, de fato, a base.

      Também gostei muito da imagem de Jesus guiando.
      Esse respeito dos espiritos superiores com o nosso arbítrio é algo que precisamos aprender.
      Somos muito controladores e ansiosos. Mas aprenderemos.
      Obrigado e muitos beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s