77-Cipriano

* Referência: Capítulos do Livro Seara dos Médiuns – Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do Livro dos Médiuns (LM) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação – Leitura da Questão – Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 77-Médiuns transviados)
Reunião pública de 21-10-60
Questão LM no.220 inciso 3.

No final, estamos TODOS lutando contra nossas dores, traumas, sofrimentos e ignorâncias.

Assim também foi com Cipriano.
Jovem, filho de família muito rica, cedo
encantou-se com os mistérios da vida e da morte. Percebeu rapidamente que ali dormitava forças poderosas.

Correu toda Europa estudando com os principais mestres, brancos e negros, pelo bem e pelo mal, cultos e místicos. Cipriano logo tornou-se mestre e a todos superou.

Parecia não haver barreira muito grande, pedido impossível ou mistério oculto.
Os “irmãos da noite” tudo podiam.

Foi num pedido frívolo, comum, que tudo mudou.
Um jovem rico queria a paixão de uma jovem que o ignorava.
Como os meios tradicionais falharam, restou pagar a Cipriano pelo coração dela.
Pagamento feito, Cipriano conjurou os “irmãos” e teve o trabalho como já terminado.
Afinal, era tão simples …

Uma semana depois, retorna o jovem cobrando ou o trabalho ou o dinheiro.
Cipriano invoca os “irmãos” e solicita satisfações.
O que ocorreu?

Não podemos nos aproximar dela. A tal Justina está cercada de uma luz que a protege contra todos nós. — disseram.

Várias tentativas e conjurações sucederam-se. E nada.
As orações para o “Deus” dela a tudo vencia e repelia.

Então, se há uma força mais grandiosa que a de vocês, “irmãos”, eu os renego nesse momento, a todos, e buscarei aprender com esse novo grandioso poder.

Nesse capítulo, Emmanuel equipara o médium que foi abandonado a si mesmo com um instrumento que menosprezou a sua finalidade perante a obra do Senhor.

Uma caneta que se recusasse a escrever por medo de errar, de certo iria para o lixo, trocada por um humilde lápis que escreva.
Um carro que fugisse ao trabalho alegando não tocar em lama ou poeira, certamente seria abandonado pelo motorista e acabaria desmontado.

Um piano que alterasse as notas por discordar do pianista, terminaria virando prateleira decorativa.
Um martelo que menosprezasse o operário, terminaria expulso da obra e cairia na sarjeta.

Mediunidade é talento divino para edificar o consolo e a instrução entre os homens.” — explica-nos Emmanuel.

Somos todos convidados pelos Espíritos Iluminados para a grande obra do bem da Humanidade.
Quando um medianeiro aceita aderir, ele renasce com todo o equipamento e amparo necessário para a tarefa.

Porém, nossos traumas, dores, sofrimentos e ignorâncias podem nos desviar para facilidades materiais transitórias. Abandonamos os compromissos assumidos, por vezes, justo quando estamos no auge das nossas possibilidades.

Os convites para a obra do bem persistirão durante longo tempo. Cabe ao trabalhador aproveitá-los, enfrentando seu medo das críticas e humilhações, desapegando das oportunidades de luxo e poder que o mundo nos traz.

Se assim não fizermos, hora chegará que os benfeitores renunciarão à insistência construtiva, deixando-nos entregues a nós mesmos.

S.Cipriano e Sta. Justina

Cipriano aproveitou aquele pequeno convite e tudo fez para se aproximar da jovem Justina. Junto dela, descobriu as belezas do pregador de Nazaré.

Convertido, passou a usar tudo que sabia por amor ao seu novo Mestre.
E após ter ajudado a muitos, teve sua redenção no martírio, ao lado de Justina, dando testemunho final da imensa fé que abraçara com todo seu coração.

Muitas são as criaturas que renascem para a função mediúnica e que, transviadas, agravam seus débitos perante a Lei de Deus.

Para Cipriano, não!
Para ele, foi a hora da salvação.

==&==

Leitura da Questão: Livro dos Médiuns (LM)
CAPÍTULO XVII
DA FORMAÇÃO DOS MÉDIUNS

Perda e suspensão da mediunidade

Questão 220. A faculdade mediúnica está sujeita a intermitências e a suspensões temporárias, quer para as manifestações físicas, quer para a escrita. Damos a seguir as respostas que obtivemos dos Espíritos a algumas perguntas feitas sobre este ponto:

Que é o que pode causar o abandono de um médium, por parte dos Espíritos?

“O que mais influi para que assim procedam os bons Espíritos é o uso que o médium faz da sua faculdade. Podemos abandoná-lo, quando dela se serve para coisas frívolas, ou com propósitos ambiciosos; quando se nega a transmitir as nossas palavras, ou os fatos por nós produzidos, aos encarnados que para ele apelam, ou que têm necessidade de ver para se convencerem. Este dom de Deus não é concedido ao médium para seu deleite e, ainda menos, para satisfação de suas ambições, mas para o fim da sua melhora espiritual e para dar a conhecer aos homens a verdade. Se o Espírito verifica que o médium já não corresponde às suas vistas e já não aproveita das instruções nem dos conselhos que lhe dá, afasta-se, em busca de um protegido mais digno.”

*** Curiosidades ***

-São Cipriano de Antióquia (250 d.C. – 26/09/304 d.C.), junto com Santa Justina são santos venerados pela Igreja Católica e Ortodoxa como cristãos da Antióquia que sofreram martírio na Nicomédia em 304 d.C.
Mais informações em http://pt.wikipedia.org/wiki/Cipriano_e_Justina

-Ainda hoje encontramos os “Ciprianos” nos jornais e cartazes da vida: “Trago a pessoa amada em 3 dias. Trabalho garantido.” E nós? Temos aproveitado os convites das “Justinas” do nosso caminho?

-O famoso Livro Negro de São Cipriano é considerado um “grimório”. É um tipo de livro de conhecimentos mágicos, com anotações de práticas pessoais. Ou seja, um diário mágico. 
Temos, na história humana, centenas de livros assim.
Claro, a Doutrina Espírita veio retirar do sobrenatural estas práticas místicas, mostrando que a dita “magia” do passado nada mais era do que a manipulação das leis do plano espiritual. Leis que ainda não haviam sido sequer consideradas pela ciência.
Pode ver mais sobre o termo em http://pt.wikipedia.org/wiki/Grim%C3%B3rio

-A luz que acendemos ilumina o mundo a nossa volta. Santa Justina certamente nunca sonhou que converteria um grande feiticeiro … 

-O grande mérito de S.Cipriano foi ter tido a coragem de renunciar a todo seu passado perante o indício de uma verdade maior. “O Reino dos Céus é semelhante a um negociante que buscava boas pérolas; e tendo achado uma de grande valor, foi vender tudo o que possuía e a comprou.” (Mt 13:45-46) – disse-nos Jesus. E assim Cipriano fez.!

-Se todos nós, médiuns ou não, vivenciamos traumas, dores, sofrimentos e ignorâncias,
não cabe a ninguém, senão a nós mesmos, a tarefa de compreendê-las, apaziguá-las, harmonizá-las e vencê-las.
Nenhum anjo descerá dos céus para nos salvar de nós mesmos.
Nossa salvação está (e sempre esteve) em nossas mãos.

Anúncios

9 respostas para 77-Cipriano

  1. Fanni disse:

    Olá tenho uma dúvida, no caso se uma pessoa não tem certeza se tem de fato mediunidade, como por exemplo ouvir vozes, ver vultos mas não conseguir saber até onde tudo isso é coisa da tua cabeça ou de fato são manifestações do mundo espiritual. Se essa pessoa não desenvolver isso, não fizer absolutamente nada com o que esta acontecendo com ela, ela pode ser abandonada e deixar de ver e ouvir ?

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Fanni,
      Desculpa a demora em responder.
      Isso se chama “mediunidade em abandono”.
      São dois os possíveis caminhos para as pessoas que passam por tal situação.

      Se a pessoa veio dotada da habilidade mediúnica por mérito; por ter se comprometido em trabalhar, mas acabou por desviar-se; a dedicação dela em outras atividades é intensa; o resguardo dela de pensamentos, palavras e ações de baixa vibração é atuante; nesse quadro a mediunidade pode vir a silenciar e ela multiplica talentos em diferente área de atuação.

      No entanto … se a mediunidade dela é expiatória; ou se ela pediu intensamente para que o mentor espiritual não a deixe desviar; se ela dispões da sensibilidade e não guarda o “orai e vigiai”; ela estará exposta a inúmeros tormentos, inclusive a doenças que aparecem sem justificativa (e medico nenhum descobre), a grandes tensões nervosas, a insonias, a mudanças repentinas de humor sem justificativas e, em casos extremos, a psicopatias, neuropatias, tentativas de suicídio e esquizofrenia !!!

      Podemos traçar um paralelo disso com qualquer outro sentido orgânico (o que a mediunidade realmente é no ser humano).

      Imagine alguém com olfato muito muito sensível.
      Se a pessoa percebe isso e educa, ela pode se profissionalizar em area que exija este dom. Será um profissional considerado, saberá evitar ambientes que lhe agridam, evitará substancias que lhe tragam dores ou traumas. Terá alguns poucos incidentes ruins, mas uma vida em paz e produtiva.

      Se essa mesma pessoa não se importa com seu dote, ela pode ter dois caminhos:
      – os amigos espirituais estarão sempre salvando-a de situações ruins porque ela faz por merecer.
      – os obsessores sempre a colocam nas situações mais desagradáveis possíveis, para ela viver de estômago revirado, cheia de enxaquecas e agressões sensoriais, desenvolver doenças respiratórias e alergias, até ela atentar contra ela mesma ou não mais suportar organicamente.

      Mediunidade é talento orgânico como qualquer outro sentido físico (e alguns autores alegam que temos mais de 20 sentidos).
      Nesses termos, o entendimento da “Parábola dos Talentos” trazida por Jesus tem suma importância.

      Espero ter respondido.
      ABração,
      Inacio

  2. Olá.Eu oro pelo São Cipriano pelo Papai para que a Doença Diagnosticada dele Tonteira vai embora agora Hoje Mesmo.Obrigada.

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Priscila,
      Parabéns!!
      Saiba que toda oração é ouvida pela espiritualidade superior e respondida dentro da fé de quem pede e do merecimento de quem precisa receber. As duas coisas pesam.
      Muitas vezes entendemos as dores e provações apenas como “problemas a se eliminar”. Mas sempre devemos perguntar: qual lição essa dor / provação espera que nós aprendamos ??
      A dor só efetua nossa evolução se fizermos o nosso esforço em entendê-la.

      Continue assim, orando sempre!
      Abração,
      Inacio

  3. gilson alves correa disse:

    amigo inacio, e quando o medium tem duvidas doque,esta vendo ou ouvindo e nao sabe definir se e a espiritualidade ou sua imaginaçao tambem corre o risco de ser abandonado ?

    • inacioqueiroz disse:

      Não, amigão.
      Na Codificação, os espíritos nos dizem que o julgamento divino tem sempre por base a intenção.
      Ou seja, eu posso estar fazendo uma linda ajuda para as crianças, mas se minha intençao é autopromoção, não terei um excelente suporte espiritual.
      Por outro lado, eu estou numa atividade não muito nobre, mas a faço para dar emprego a muitos desempregados.
      Se minha intenção é amparar e ajudar, espíritos dedicados irão me proteger até que eu consiga trabalhar de forma decente, fazendo o mesmo amparo.

      A ação enganada não é condenável. A ação maldosa, egoista e interesseira, esta sim é condenável.
      Abração e valeu pelo interesse.
      Inacio

  4. Adorei o post. Sempre quis saber mais sobre Cipriano. Que pessoa incrível, não acha? O cara quis, aprendeu tudo, se especializou, e FEZ. Aí, descobriu algo maior e foi lá e FEZ de novo. Temos que aprender com ele. Grande Cipriano! E te pergunto, o que sabes sobre o Pai Velho Cipriano das Almas? Gostaria de saber mais. Tem alguma relação com o Cipriano narrado nesta história? bjs e obrigada

    • inacioqueiroz disse:

      Oi Shi,

      Obrigado pelo carinho.
      S.Cipriano tornou-se referência no combate ao mal dentro de várias religiões.
      Algumas entidades acabaram usando o mesmo nome para mostrar a que veio.
      Confesso que nada sei sobre esta que vc está perguntando.

      Sabe que eu me emocionei com a história dele mais de uma vez …
      E tive de me segurar para não fazer um texto muito longo.
      Cortei muita coisa para poder casar as idéias da meditação de Emmanuel.

      Tendo mais informações, divide aqui com a gente!
      Bjão … Valeu …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s