Livre-arbítrio – 3 Perguntas!!

Livro dos Espíritos (LE) – PARTE TERCEIRA
Das Leis Morais

Capítulo X – DA LEI DE LIBERDADE

Livre-arbítrio

848. Servirá de escusa aos atos reprováveis o ser devida à embriaguez a aberração das faculdades intelectuais?

“Não, porque foi voluntariamente que o ébrio se privou da sua razão, para satisfazer
a paixões brutais. Em vez de uma falta, comete duas.”

849. Qual a faculdade predominante no homem em estado de selvageria: o instinto,
ou o livre-arbítrio?

“O instinto, o que não o impede de agir com inteira liberdade, no tocante a certas coisas. Mas, aplica, como a criança, essa liberdade às suas necessidades e ela se amplia com a inteligência. Conseguintemente, tu, que és mais esclarecido do que um selvagem, também és mais responsável pelo que fazes do que um selvagem o é pelos seus atos.”

850. A posição social não constitui às vezes, para o homem, obstáculo à inteira liberdade de seus atos?

“É fora de dúvida que o mundo tem suas exigências, Deus é justo e tudo leva em
conta. Deixa-vos, entretanto, a responsabilidade de nenhum esforço empregardes para
vencer os obstáculos.”

Publicado em Livro dos Espíritos | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

15 de Janeiro de 1861 – lançado o LM

O Livro dos Médiuns, ou Guia dos Médiuns e dos Evocadores, segunda obra da Codificação Espírita, foi publicada em 15 de janeiro de 1861, em Paris, e tem como conteúdo doutrinário o ensino especial dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o mundo invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo, constituindo o seguimento de O Livro dos Espíritos. [Ref: FEB}

História

As primeiras investigações de Kardec tinham por foco um fenômeno bastante comum em meados do século XIX, na Europa e nos Estados Unidos: o das chamadas mesas girantes ou dança das mesas, em que certa quantidade de pessoas se reuniam em torno de mesas para se entreter com deslocamentos insólitos e aparentemente involuntários realizados por esses móveis. Apesar do nome, era comum, segundo diversos relatos da época, a ocorrência de fenômenos semelhantes com objetos variados.

Após dois anos de investigação, Kardec se viu particularmente convencido da hipótese mediúnica como a forma mais consistente de explicar certas ocorrências de movimentação espontânea de objetos. Isso porque, para além dos simples deslocamentos aleatórios, perfeitamente atribuíveis a causas naturais, Kardec catalogou o que denominava manifestações inteligentes, ou seja, movimentos que recorriam a sistemas simbólicos para estabelecer um canal de comunicação com um entrevistador. Alguém fazia uma pergunta e estabelecia critérios como “uma batida para sim, duas para não”, e, em certos casos, um interrogatório feito à exaustão obtinha sucessivas respostas corretas. Com o tempo esse método de comunicação foi sendo depurado, passando pelo uso de um lápis amarrado a um cesto em cuja borda um ou mais médiuns colocavam seus dedos, até chegar à moderna técnica da psicografia.

Assim, Kardec se empenhou em fazer um estudo analítico das diversas modalidades de comunicação estabelecidas entre homens e espíritos, que resultou em O Livro dos Médiuns.   [Ref: Wikipédia]

Publicado em Generalidades | Marcado com , , | Deixe um comentário

Pensamento Divaldo Franco #03

Imagem | Publicado em por | Marcado com , , | Deixe um comentário

Natal 2019 – Boas Festas!

Como todo ano fazemos, em reverência
ao Nascimento do Mestre Jesus,
primícias
da Era do Amor sobre nosso planeta,

guardaremos silêncio e oração nesse período,
retornando ao estudo em Janeiro.

Querer bem“… Quem dera pudesse ser
sempre Natal dentro de nós!
E, no mundo inteiro,
a mesma canção,
na mesma voz:

Hoje a festa mais bonita é o amor,
é querer bem!
O presente mais bonito é viver,
é querer bem!

A Natividade

(Idéias do autor do blog)

–o–

NatividadeEle veio …

O Sacerdote dos Sacerdotes escolheu uma manjedoura para nascer!

Nosso Governador, que acompanhou a construção do planeta Terra, escolheu uma família de carpinteiros e pedreiros.

Poucos recursos, sem sobrenome e repletos de amor!

Quando a radiosidade do espírito Jesus adentra a humanidade, não há como os médiuns mais atentos deixarem de ver Seus sinais.

EstrelaE eles vieram…
De perto e de longe …
Pastores que liam a natureza, magos que liam as estrelas …

Todos em uma viagem espiritual, na certeza de que algo grandioso estava sendo apontado por aquela estrela no céu.

E o mundo recebeu o autor da Boa Nova Divina!
EIS QUE VOS TRAGO BOAS NOVAS DE ALEGRIAS !!!

Hoje, a radiosa estrela Jesus continua convidando seus Reis do povo, seus Magos das casas religiosas e seus Pastores de Almas …
Convida-nos para seu nascimento no coração da humanidade.

tres-reis-magosQual será nosso presente para ele?

Que possamos todos nos ajoelhar perante Ele, em profunda reverencia …

Com as mãos cheias de talentos multiplicados …

Com o coração repleto de sentimentos novos …

Com a dignidade de ter nos esforçado …

Tendo em mãos um pequeno trecho de seu Reino de Amor.

Feliz Natal, ontem, hoje e sempre !
Saúde e Paz !

(Inacio)

Publicado em Generalidades | Marcado com , , , | 4 Comentários

Pensamento Joanna de Ângelis #03

Imagem | Publicado em por | Marcado com , , | Deixe um comentário

Advém de Deus

(Meditação sobre “O Evangelho por Emmanuel – Volume 1”)
Comentários ao Evangelho segundo Mateus

Bem-aventurados os pobres em espírito,
porque deles é o reino dos Céus.”
Mateus 5:3

Meditação sobre: Humildes de espírito” (Reformador, jun. 1959)

“A humildade é o ingrediente indefinível e oculto sem o qual o pão da vida amarga invariavelmente na boca” – adverte Emmanuel.

Por que isso?
Pensemos nas oportunidades que o mundo traz:

Dinheiro!
Bolso cheio, casa confortável, geladeira cheia, viagens, belas roupas, tudo do melhor.
Mas, se esquecermos de beneficiar aquele que cruza nosso caminho, sem ter o mínimo necessário, com fome, com frio, sem remédios, sem conforto e sem alegrias, teremos esquecido que todo nosso conforto e benefícios advém de Deus, porque a Ele pertencem.
E aquilo que faz nosso bem-estar lentamente irá tornar-se nossa própria prisão.

Poder!
Voz de comando, serviçais obedientes, força de ordem no trabalho, na família e nas associações. Mas, se esquecermos de distribuir nossos talentos com justa fraternidade e inspiração no Senhor, teremos esquecido que todo poder advém de Deus, porque Dele emanam.
Lentamente mergulharemos no crime, criando ilusões e adentrando na injustiça pelo incenso bajulatório de nós mesmos.

Pedestais!
Cultura admirável, habilidades notáveis, um virtuose, um recordista, a paranormalidade admirável, o discurso magnetizante, a beleza invejável. Mas, se esquecermos de nos inclinar à sabedoria, às habilidades e as possibilidades Eternas, sem fazer-nos brilhar em benefício de todos, teremos esquecido que todo conhecimento, toda habilidade e toda possibilidade pertencem e advém de Deus.
Gradualmente afundaremos na mentira embriagante da vaidade, portas abertas para a loucura.

“Lembra-te de que a Bondade celeste colocou a humildade por base de todo o equilíbrio da natureza.” – afirma Emmanuel.

Tanto o sábio da ciência quanto o do direito se curvam à semente que abençoa a mesa.

O lindo bosque e a gleba agrícola acolhem carinhosamente o fio d’água que prepara a terra.

Mesmo o Sol, origem de toda energia da Terra, faria desse mundo um imenso deserto caso dispensássemos a chuva singela que ambienta e equilibra seu divino poder no solo.

Dessa forma, não desconsidere servir aprendendo sempre com o Mestre Jesus!

Lembra que Ele realizou seu apostolado de amor entre a manjedoura desconhecida e a cruz da flagelação.

Assim mereceremos um dia nos sentir Seus discípulos, envolvidos em sua recomendação:
“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque a eles mais facilmente se descerrarão as portas do Céu”.

Meditação sobre a “O Evangelho por Emmanuel”
Texto referenciado: Reformador – jun.1959, pag. 140

-o0o-

** Notas do autor do Blog **

** Eu tenho na minha mesa de trabalho a lista das Bem-aventuranças! É uma tentativa minha de fazer um entendimento profundo delas. Vez por outra eu as releio e elejo uma a cada mês para ser a frase do mês. Em Mateus 5:3 temos a primeira delas. Será que conseguirei, nessa encarnação ainda, ir mais fundo nesse pensamento de Jesus?

** Jesus nos diz que a porta para o Reino dos Céus é a humildade, em sua várias extensões. Por isso ele não fala em 1 atitude humilde, mas fala em 1 espírito humilde. As atitudes variam no passar dos séculos. Em cada cultura, ser humilde representa um grupo de atitudes. Mas em todas as ocasiões estaremos lá em espírito, encarnados ou não.

** E estará conosco também nosso entendimento da irmã pobreza. Ser pobre em espírito para a cultura não é ser desprovido dela, mas reconhecer que Deus está tão acima da minha cultura e que preciso alimentar sempre em mim o meu lado aprendiz. Não é ser inabilidoso, mas há tantos mais habilidosos do que eu que devo sempre buscar ceder meu lugar a quem queira me ensinar um jeito melhor de fazer.

** Pobreza em espírito não é paralisar por sentir-se incapaz. É realizar quando puder, dentro de sua capacidade, e aprender com todos que aparecerem quando for oportunizado. É alimentar a criancinha feliz, curiosa e boa que todos deveremos ser para nos candidatarmos ao “reino dos Céus”.

Publicado em O Evangelho Por Emmanuel | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Dezembro Verde

Imagem | Publicado em por | Marcado com , , , | Deixe um comentário